Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Sem querer, com uma pesquisa, o Bule Voador ajuda a desmascarar humanismo, neo ateísmo e esquerdismo em geral

 

LUCIANO AYAN

 

Pensar como um investigador de fraudes nos ajuda a viver em estado de plena vigília enquanto estamos avaliando o material do outro. Especialmente se este outro é um inimigo. Pensar assim automaticamente nos torna pronto a encontrarmos os “gaps” cometidos na ação do outro, principalmente quando eles não estão prestando muita atenção.

Esse é o feeling que senti (o de que, enquanto estou prestando atenção, meu oponente deixou de fazer isso) quando vi o post “Conheça um pouco mais dos leitores do Bule Voador”.

Simplesmente, os neo ateus do Bule Voador confirmaram PRATICAMENTE TODAS as teorias apresentadas neste blog em relação ao alinhamento entre neo ateísmo e esquerda, e até o humanismo como uma forma de esquerdismo.

Vejamos alguns dados reveladores que, segundo os donos aquele blog, constituem uma amostra de “1.100 leitores do Bule Voador”. Eu também considero uma boa amostra.

Vamos investigá-las? Comecemos pelo gráfico abaixo:

Cosmovisão dos usuários do Bule

Neste gráfico, vemos que 80% dos ateus/agnósticos são humanistas, enquanto que pouco menos de 10% não são. Isso soma cerca de 90% dos leitores sendo qualificados, então, como ateus ou agnósticos. Dentre esses, para cada 8 humanistas, temos 1 não humanista.

Isso reforça a tese de que o neo ateísmo, por sua luta contra a religião, busca tirar a pessoa da religião tradicional para aumentar (consideravelmente, como se vê) a chance dela adentrar à religião política.

É exatamente por isso que eu sou ateu, mas não fico fazendo militância para aumentar o ateísmo, pois eu sei que com isso aumento a chance de alguém virar humanista, o que é extremamente perigoso. (Atenção: eu já disse que nem todo ateu virará humanista, e eu sou um exemplo disso, apenas que isso aumenta consideravelmente as chances de conversão ao humanismo)

Vamos ao próximo gráfico:

A ideologia política dos leitores do Bule

Esse é ainda mais revelador.

A Esquerda tem uns 23%, enquanto a Centro-Esquerda tem uns 22%. Já o anarquismo (que sim, é uma ideologia de esquerda) tem uns 9%. Se considerarmos que os que se declaram como “centro”, em um país dominado pelo gramscismo, são adeptos da esquerda, devemos adicionar estes outros 7% ao número de esquerdistas. Isso resultaria em 61% do total.

Mas ainda se não fóssemos por este método, poderíamos somar os adeptos de Direita e Centro Direita (somando aproximadamente 11), com os adeptos de Esquerda, Centro-Esquerda e Anarquismo (somando aproximadamente 54%), onde chegamos a um total de 83% de esquerda, com 17% de direita. O que novamente bate com o percentual de humanistas vistos no gráfico anterior.

Isso confirma a tese de que o humanismo não passa de um perfil esquerdista.

Ao pessoal do Bule: obrigado pela ajuda com a revelação destas informações, as quais ajudaram a sustentar fortemente o que este blog tem publicado. Fica claro que estou indo pela trilha correta no que diz respeito à esta investigação em cima de vocês.

Nenhum comentário:

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".