Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

sábado, 27 de dezembro de 2008

FHC agora diz que nunca foi neoliberal.

E tem mais: diz ainda que LULA é culpado por não ter sido forte contra a corrupção quando ele mesmo, FHC, também nada fez quando seu Procurador Geral, Geraldo Bringueiro sentou em cima de mais de 600 processos contra seus "amigos". Pimenta nos olhos dos outros é refreco, não é mesmo?

Mas voltando ao título deste artigo, lá na BBC FHC agora não assume uma das bandeiras de seus governos, o neoliberalismo. Mais uma prova de que esquerdopatas só sabem fazer três coisas: mentir, produzir miséria e fazer propaganda de sim mesmos. Nunca mais votem na esquerda se quiserem um país digno pois exemplos devem começar de cima, os que estão em cima devem dar o exemplo adequado de comportamento para todos. Quando um governo mente, diz para todos os cidadãos que mentir é parte do jogo e, no caso do Brasil, é parte da cultura, acabou por fazer parte de nosso dia-a-dia. Triste e infeliz é um país assim. 





"Somos como prostitutas num bordel"

ITALIAMIGA


No maior e mais conceituado jornal italiano, Corriere della Sera, foi publicada, no dia 28 de fevereiro, a carta que um grupo de escritores russos escreveu para os colegas ocidentais que assistiam ao Congresso Pan-Soviético dos Escritores, de 1934. Esta carta, guardada nos arquivos da polícia secreta soviética, foi divulgada há pouco tempo na Rússia, traduzida em italiano, do original russo, por Clara Strada Janovic. ITALIAMIGA acha seu dever mostrar aos que ainda acreditam na assim dita democracia de tipo comunista, o que significou viver naquele regime de terror e de delação, e como hoje é importante, para nós, ter a possibilidade de viver num mundo onde a liberdade de expressão e de pensamento é permitida a todos e defendida por todos.


"Nós, um grupo de escritores formado por representantes de todas as tendências político-sociais existentes na Russia, comunistas inclusive, compelidos pelas nossas consciências, achamos que deveríamos escrever esta carta aos colegas escritores estrangeiros (...). 

- Tudo que vocês ouvirão e presenciarão no Congresso será, tão somente, o que lhes for permitido ver e ouvir pelo aparato comunista. Pode ser que alguns de nós que participamos da elaboração desta carta, conversando pessoalmente com qualquer de vocês, usemos uma versão diferente. Reconhecemos que, vivendo em condições completamente diferentes das nossas, deve ser difícil entenderem que, depois de 17 anos nossa situação exclui, de forma absoluta, a possibilidade de livre expressão. 

- Nós, escritores russos, nos sentimos como prostitutas de bordel, porém, com uma só diferença: enquanto aquelas negociam o próprio corpo, nós negociamos nossas almas e opiniões. Enquanto elas estão condenadas à morte pela fome, assim será igualmente para nós (...) 

Aliás, nossas famílias e amigos também estão sofrendo com nossas atitudes pois, até com eles, evitamos falar de nossas decepções. Na URSS existe um sistema cruel de delação em que nos obrigam a acusar uns aos outros. E o fazemos contra amigos, conhecidos e até parentes. 
O casamento sela o tratado Ribbentrop-Molotof entre Hitler e Stalin pela invasão da Polônia e a particição deste País entre os dois ditadores. Esta invasão deu origem à segunda guerra mundial.

- Enquanto isso vocês constituem comitês para enfrentamento do fascismo, organizam congressos contra a guerra, criam bibliotecas para resgatar os livros queimados por Hitler. Embora tudo louvável, não vemos suas ações para salvar as vítimas inocentes dos atos tirânicos stalinistas que ferem e ofendem os sentimentos da moderna humanidade, especialmente os praticados após o fim da Guerra Mundial (1919). Será que vocês não estão percebendo que a URSS é um grande campo militar, pronto para incendiar a Europa Ocidental e impor, pela lâmina da baioneta, as teses de Marx, Engels, Lenin e Stalin ? Saibam que o fato da Russia estar na miséria e com fome não se constituirá em vantagem para vocês. 


- Vocês estão assustados com o nazismo, mas nós não temos medo de Hitler. Para Stalin trata-se, simplesmente, de preconceito burguês. Ele sim, Stalin, é que é o perigo. Vocês sabem que jogo está sendo jogado ? Ou admitem sobreviver, como nós, pela prostituição do sentimento, da opinião e do senso de dever ? Então, nesse caso, não os perdoaremos (...)".


(Tradução, do texto italiano, de Edoardo Pacelli, revisão de Gilberto Ramos).

UNIÓN DE ORGANIZACIONES DEMOCRÁTICAS DE AMÉRICA

UNOAMERICA

El continente americano atraviesa por un momento importante. Las más antiguas y tradicionales democracias están amenazadas por movimientos de procedencias dudosas, como el expansionista Socialismo del Siglo XXI. A la crítica situación venezolana se unen, entre otros, Ecuador, Nicaragua y Bolivia, y en la mira se encuentran democracias que se han resistido a caer en los encantos de la prodigiosa chequera petrolera de Hugo Chávez.

Fraude electoral, expropiación de tierras y empresas, persecución a líderes de la oposición, vínculos con grupos terroristas, malversación de dineros provenientes de recursos públicos, censura a medios de comunicación, tolerancia con el narcotráfico y deseos de perpetuarse en el poder, son algunas de las características de quien lidera el Socialismo del Siglo XXI.

Los principales grupos terroristas del continente se han unido a representantes de gobiernos y partidos políticos afectos a movimientos extremistas, y han conformado un engendro que se conoce como Foro de Sao Paulo. Desde su fundación, a cargo de Fidel Castro hasta sus recientes encuentros liderados por Hugo Chávez, ese Foro se ha caracterizado por servir de vocero a los grupos terroristas para el logro de sus objetivos políticos y armados.

Preocupados por el destino de los países del continente, un grupo de analistas y representantes de organizaciones no gubernamentales, nos hemos unido para formular alternativas de solución frente a la creciente amenaza expansionista de movimientos extremistas. Los invitamos a conocer, por medio de nuestra página electrónica, a la Unión de Organizaciones Democráticas de América – UNOAMÉRICA.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

The Soviet Story - finalmente legendado em português

Lista de reprodução: The Soviet Story - A História Soviética (PT-BR)

Descrição: "The Soviet Story" é uma história de uma potência aliada. Ela ajudou os nazistas a lutar contra judeus e massacrar o seu próprio povo numa escala industrial. Assistida pelo Ocidente, este poder triunfou em 9 de Maio de 1945. Os seus crimes tornaram-se tabus, e a história completa do regime mais assassino da Europa nunca foi contado. Até agora..."

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Feliz Natal, feliz 2009 (sem comunas, por favor)

Dersejo para todos que aqui aparecem tudo de bom, que Deus ilumine o mundo e leve consigo (ou mande para outro lugar) as mentes revolucionárias e os comunas deste planeta, que tenhamos força Nele que tudo pode, tudo foi, é e sempre será. Feliz Natal, feliz TUDO!!! Que 2009 seja mais iluminado, que as trevas retrocedam!!! E o Cavaleiro vai ficar aqui por muuuito tempo, se Deus quiser. As publicações andam sumidas, ne desculpem. É absurda falta de tempo pois como vocês, meu leitores, sou dependente de mim mesmo e não dos imensos fincanciamentos estatais, das drogas, do sequestro, dos vermelhos, dos empreendedores/empresários amorais e/ou da ONU e suas ONGs. Abração Cavaleiro do Templo

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

ANÁLISE INTRIGANTE

Por e-mail (sic)

Você consegue entender isso???

Tabela
    Vítimas da  seca
Índios da Amazônia
Quantos?

10 milhões

230 mil

Sujeitos à fome?

Sim

Não

Passam sede?

Sim

Não

Subnutrição

Sim

Não

ONGs estrangeiras ajudando  

Nenhuma

350



Provável explicação:


A Amazônia tem ouro, nióbio, petróleo, as maiores jazidas de manganês e ferro do mundo, diamante, esmeraldas, rubis, cobre, zinco, prata, a maior biodiversidade do planeta (o que pode gerar grandes lucros aos laboratórios estrangeiros) e outras inúmeras riquezas que somam 14 trilhões de dólares.

Já o nordeste não tem tanta riqueza. Será por isso que aqui não há ONGs estrangeiras ajudando os famintos?

Há mais ONGs estrangeiras indigenistas e ambientalistas na Amazônia brasileira do que em todo o continente africano, que sofre com a fome, a sede, as guerras civis, as epidemias de AIDS e Ebola, os massacres e as minas terrestres. 

Você não acha isso, no mínimo, muito suspeito?

É uma reflexão interessante. É por amor ao próximo ou por amor à riqueza da terra? Você pensa e decide.

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".