Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

A Documentação acerca do "Codex Alimentarius"

Fonte: ADMIRÁVEL MUNDO NOVO
quarta-feira, 16 de dezembro de 2009



Por Dr. Rath
Fonte: Dr. Rath Health Foundation





Quais são os objetivos da comissão do Codex Alimentarius?

Construído pela indústria farmacêutica, a comissão do Codex Alimentarius é uma auto proclamada organização especialista que se aliou com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização Mundial de Alimentos (FAO). Desde o início isso foi feito com a intenção de passar regulamentos e leis para proteger o mercado farmacêutico global.

Dos 30 comitês usando o título "Codex Alimentarius," aqueles envolvidos com suplementos alimentares e vitaminas são de particular interesse para a indústria farmacêutica. O Conselho central é o "Comitê Codex sobre Nutrição e Alimentos para Uso em Dieta Especial." Uma marionete da indústria farmacêutica, esse comitê tem estado preocupado com um só tópico desde meados dos anos 90: Como evitar que vitaminas e outros suplementos alimentares causem o colapso dos mercados de beta-bloqueadores, anuladores de cálcio, produtos diminuidores de colesterol e outros preparos farmacêuticos amplamente supérfluos.

De longe, a Alemanha é o maior exportador desses produtos farmacêuticos duvidosos e em nenhum outro lugar do mundo existe tal vínculo entre a indústria farmacêutica e a política. Portanto não é surpresa que o Governo da República Federal da Alemanha está encarregado desse comitê, beneficiando o cartel farmacêutico.

Os objetivos do Codex Alimentarius são claramente definidos: Declarações dos efeitos curativos das vitaminas e outros remédios naturais serão banidas e tornadas em ofensas puníveis. No futuro, a distinção entre produto alimentício e remédio será feita pela própria indústria farmacêutica e não pelos governos.

Usando este novo édito legislativo, a indústria farmacêutica aumentará seus próprios mercados como lhe aprouver. No presente, a indústria farmacêutica foi bem sucedida em classificar 500 miligramas de vitamina C em forma de pílula como medicação que requer uma receita na Alemanha. Se a indústria farmacêutica fizesse do jeito dela, 100mg ou mesmo 50mg de vitamina C poderia ser classificado como medicação.

A indústria farmacêutica sabe que a maioria das pessoas não tem compreensão dessas restrições e disfarça-as com o jargão legal.

Os objetivos estratégicos do "Codex Alimentarius"

1. A distribuição da informação de saúde com respeito a vitaminas, aminoácidos, minerais e outros produtos naturais para a prevenção e tratamento de doenças será banida globalmente.

2. A venda de vitaminas e outros produtos naturais que exceder as normas desse Codex da Comissão (as quais são arbitrárias e demasiado baixas) será proibida globalmente.

3. Países que fracassarem em aplicar estas leis serão punidos por sanções econômicas internacionais.

Para mascarar sua real intenção de proteger o mercado mundial desses preparos farmacêuticos supérfluos, aqueles responsáveis pelo Codex inventaram declarações justificatórias: Assim o próxima conferência do Codex Alimentarius ocorrerá no "Gabinete Federal de Assuntos Relativos a Proteção do Consumidor" em Berlim. Em adição a alegada "proteção do consumidor" de "perigosos efeitos colaterais" das vitaminas, a necessidade de uma administração da indústria farmacêutica unida foi apontada.

O fato de a indústria farmacêutica acreditar que essa justificação disfarçada será inaceitável é claramente evidente porque o Codex planeja punir todos aqueles que se opuserem a seus planos com sanções econômicas pela ONU.

Nossa resposta: Converse com tantas pessoas quanto possível sobre esses planos irresponsáveis e deixe os membros do Comitê Codex saberem o que você pensa.

Nenhum comentário:

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".