Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

A Nova Ordem Mundial, o sonho de sociopatas como Hitler, por exemplo

Comparem as declarações "ingênuas" do primeiro idiota com o que acontecerá de fato após a implantação do sonho de qualquer sociopata: ser o dono do mundo.





quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Desmascarando a farsa do "Diário de Raúl Reyes"

Fonte: NOTALATINA

Quarta-feira, 5 de Agosto de 2009


Leia abaixo um trecho do artigo da Graça Salgueiro que DESMONTA a farsa acerca do tal "diário de Raúl "assassino maldito" Reyes", o número 2 das FARC que foi morto pelo exército colombiano, inclusive com um vídeo mostrando uma análise grafotécnica de textos do montsro e o tal diário. Divirta-se com mais uma farsa de presidentes latRinos e seus amigos narco-traficantes-assassinos-sequestradores-guerrilheiros.

Mesmo com análise técnica estes degenarados querem que o mundo aceite que tudo isto é verdadeiro. Mas quando armas suecas vendidas para o país chamado Venezuela (comprovadas pelos seus número de série) aparecem nas mãos das FARC e em outro país (Colômbia), eles dizem que é armação, negam até a morte e em bloco.

Rafael Correa (membro do Foro de São Paulo e presidente do Equador) saiu correndo mostrar para todo mundo que Raúl Reyes queria tornar-se um bom menino, queria deixar de matar, vender cocaína, soltar reféns mas teria sido injustamente morto pelos soldados colombianos... Vejam que palhaçada do inferno!!!

Com tudo isto, alguém ainda tem dúvida de que os denerados presidentes de países membros do Foro de São Paulo são muito mais do que amigos das FARC?

Veja trecho do artigo e a íntegra AQUI.

"...No último 30 de julho circulou a notícia de que fora encontrado no Equador um “diário manuscrito de Raúl Reyes” (RR) e o próprio Rafael Correa fez questão de divulgá-lo publicamente. Só pelo título da matéria senti que havia no ar um cheiro bolorento de trampa e das brabas, pois este tipo de expediente entre comunas é mais velho do que a invenção da roda. Lembro que no final da campanha para mais um dos referendos criados por Chávez em dezembro de 2007, também circulou um “documento” intitulado “Operación Tenaza”, segundo o qual grupos de extrema direita, encabeçado por Alejandro Peña Esclusa, estariam montando um “golpe” para destruir Chávez, inclusive com um “magnicídio”. Esta gentalha é tão estúpida e patética que não percebe o primarismo de seus planos e acaba caindo no ridículo e na galhofa. Leiam aqui o que escrevi na ocasião e divirtam-se um pouco porque a edição de hoje tem muito a ver com esta de 2007..."

Utilidade pública

Como apagar fogo em uma panela, evitando assim, com que o fogo se alastre por toda a cozinha, provocando sérias injúrias.

Vídeo produzido e adotado pela CIPA para prevenção de incêndios.

Caso você esqueça no fogo a panela ou frigideira com óleo e ela pegar fogo, NÃO ENTRE EM PÂNICO.

Siga as instruções abaixo.

Repasse aos seus amigos, ensine a seus empregados, mostre aos seus filhos.

1. DESLIGUE O FOGO.
2. molhe um pano, torça-o, retirando o excesso de água, para que este NÃO PINGUE.
3. coloque o pano sobre a panela/frigideira e espere até que esfrie e não saia mais vapor.

NUNCA TENTE MOVER A PANELA ou FRIGIDEIRA.
NUNCA JOGUE ÁGUA, pois os respingos carregarão fogo junto e os efeitos serão devastadores.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Artigo visual com uma observação

E de um dos lados um PENICO para os restos mortais...

Resistirá Honduras a um Embargo Econômico?

Fonte: MÍDIA SEM MÁSCARA
KLAUBER CRISTOFEN PIRES | 28 JULHO 2009
INTERNACIONAL - AMÉRICA LATINA

boyandgirl_honduras

De 1980 a 2004, a parcela da população que vivia com um dólar americano ou menos por dia decresceu de 25,43% para 15,27%, e a parcela que vivia com dois dólares ou menos caiu de 51,97% para 39,52%. Estes índices promissores, todavia, têm sido sustados durante a administração do então presidente Jose Manuel "Mel" Zelaya Rosales, por conta do foco mais voltado para o combate à desigualdade do que em promover o crescimento, e fortemente devido ao aumento da criminalidade, em especial, do tráfico de drogas e da formação de gangues juvenis, o que parece ter sido percebido pela população, que hoje massivamente rejeita o seu retorno.


Creio que pela primeira vez na história havemos de analisar um embargo econômico sobre uma democracia, o que faz de nosso trabalho um desafio, senão uma aposta. Até então, tais medidas têm sido endereçadas a regimes totalitários, o que nos deve imensamente servir de alarme.

Estes países - Cuba, Iraque, Iran, Coréia do Norte e outros dignos de estarem num mesmo cesto, geralmente têm se saído muito bem contra bloqueios, de modo que estes pouco os afetam. A explicação é simples: o povo morre esfaimado e doente, mas o regime sobrevive. Os ditadores até mesmo aprendem a fazer da carência geral um jogo de castigos e recompensas para os dissidentes e seus seguidores, respectivamente.

Honduras é uma democracia muito jovem. Não obstante sua independência completa date de 1838 (veio a se tornar independente da Espanha em 1821), uma sucessão de governos caudilhistas manteve a nação imersa em estagnação e pobreza, a ponto de atualmente não ser o país senão o segundo em miséria, restando apenas ao Haiti a condição de líder de tão funesta lista.

Assim se manifesta o Índice de Liberdade Econômica da Heritage Foundation [i]:

Honduras recebe os maiores escores pela liberdade econômica, liberdade fiscal, tamanho do governo e liberdade financeira. O imposto de renda tem alíquotas razoavelmente baixas, tanto para pessoas físicas quanto para jurídicas e a carga tributária geral é moderada. A liberdade financeira é estimulada pelo setor bancário em desenvolvimento, ao qual têm sido instituídas normas mais firmes e uma auditoria mais transparente.

A pobreza e a desigualdade persistem, e esforços para reestruturar o setor público precisam ser revitalizados. A liberdade econômica geral de Honduras sofre mais da falta de capacidade institucional de proteger os direitos de propriedade e de combater a corrupção em muitos aspectos da atividade econômica. A administração pública é ineficiente e largamente tida como corrupta. A lei e a ordem são sabotadas por uma segurança básica fraca.

Não obstante, o pequeno país centro-americano ocupa uma posição notadamente melhor do que o Brasil, com o 91º lugar mundial, sendo 14 posições à frente do gigante deitado eternamente em berço esplêndido, e embora o último relatório de Hernando de Soto o tenha retirado 0,2 pontos em relação ao anterior, por conta de imposições de mais burocracia aos contratos trabalhistas, prevejo que um próximo relatório há de rever para cima a credibilidade das instituições, por conta de deposição do bolivariano "Mel" Zelaya.

Desde a nova constituição de 1982 - esta cujos dispositivos garantidores do regime democrático foram pela primeira vez testados - o país tem melhorado de forma lenta, porém, gradativa e consistente - seus indicadores sociais. De 1980 a 2004, a parcela da população que vivia com um dólar americano ou menos por dia decresceu de 25,43% para 15,27%, e a parcela que vivia com dois dólares ou menos caiu de 51,97% para 39,52%. Estes índices promissores, todavia, têm sido sustados durante a administração do então presidente Jose Manuel "Mel" Zelaya Rosales, por conta do foco mais voltado para o combate à desigualdade do que em promover o crescimento, e fortemente devido ao aumento da criminalidade, em especial, do tráfico de drogas e da formação de gangues juvenis, o que parece ter sido percebido pela população, que hoje massivamente rejeita o seu retorno. Este combate à desigualdade, entretanto, lido corretamente, nos leva ao caminho do estímulo ao confronto entre classes sociais, à distribuição de benefícios eleitoreiros e à imposição de políticas compensatórias.

Na pauta de exportações, sobressaem as commodities, à frente o café, a banana, o camarão, melões e têxteis artesanais, com também alguns minérios e turismo, sendo os principais parceiros comerciais os Estados Unidos, a União Européia e o Japão.

No plano militar, este país é muito fraco, não possuindo sequer tanques de guerra pesados, senão uma vintena ou pouco mais de carros de combate leves (com canhões de 76 mm) e veículos de reconhecimento e de patrulha. A marinha é composta, sobretudo, por pequenas embarcações de vigilância costeira e fluvial. Os maiores trunfos ocorrem por conta da força aérea, mas ela mesma contando com não mais do que trinta caças modernos. No geral, mal dá para conter uma invasão, para o caso de uma bem armada Venezuela a realizar, ainda mais se contar com Cuba e Nicarágua a fornecer apoio. Isto, claro, é improvável, mas quem há de prever o que se passa na cabeça de um louco? No quadro atual, apenas poderá impedi-la os Estados Unidos, que mesmo com a gestão do socialista Barack Hussein Obama pode se vir obrigado a auxiliar um aliado histórico.

Feitas as considerações acima, tenho que Honduras seja um país por demais frágil a um embargo decidido por parte dos Estados Unidos ou da União Européia.

Contra o bloqueio dos depósitos no exterior, há um ponto a favor, que é o livre trânsito de moedas estrangeiras, o que pode remediar parcialmente a falta de liquidez, já que o governo e o empresariado pode ter entesourado numerário em espécie ou em bancos desimpedidos pelas sanções.

Pesa sobremaneira também a interrupção do fornecimento de petróleo, com a própria Venezuela como o principal exportador, e que já fez questão de impô-lo, o que pode trazer o país a uma situação de utilizar as suas reservas tão somente para a segurança nacional, pelo menos no curto prazo.

Finalmente, a sua pauta de exportações é extremamente vulnerável, desde que as cargas , elas próprias de pouco valor agregado, possam vir a ser objeto de quarentenas em portos de destino ou intermediários, e por isto venham a se perder por apodrecimento.

Deitado o cenário tal como o apresentamos, tenho que o povo hondurenho tem à frente a prova de fogo de sua autonomia como um país livre e soberano. Destaque-se que ao contrário da entorpecida nação tupiniquim, não é preciso muito esforço para convencer os hondurenhos de que o socialismo de tintas bolivarianas só os levará à miséria extrema e à degradação social de forma violenta. Este filme eles já assistiram de perto com El Salvador e a própria Nicarágua.

Não obstante tão cruéis e covardes dificuldades, o tempo parece correr a favor desta corajosa nação, que quer firmemente começar a acertar. Com a descoberta dos computadores que já guardavam antecipadamente os resultados do frustrado referendo que era o objeto da luta de Zelaya, e com a revelação dos passos ostensivos de Hugo Chávez e de Daniel Ortega na coordenação dos movimentos de insubordinação popular, a mídia cooptada não poderá sustentar a mentira por muito tempo, ainda mais nestes tempos em que a internet começa a mostrar a sua força, com milhares de blogs a revelar os fatos e a denunciar a mídia tradicional engajada.

Isto eu já vinha verificando com a mudança gradual de tom no noticiário regional do Pará. Aqui, na sexta-feira passada, o "O Liberal" ainda tratava o caso como golpe, mas já admitia ter havido uma questão de ordem constitucional, embora tratasse isto como a alegação do governo provisório. O "O Diário do Pará", nem sequer usou o termo golpe, e já começou a divulgar as manobras de Caracas. Parece ter havido o mesmo com jornais de maior importância, tais como "O Estado de São Paulo" e "O Globo".

Isto posto, a crescimento da indignação popular nos EUA podem fazer Barack Hussein Obama rever a sua posição, assim como na União Européia. Quanto ao Japão, não creio que se importará em oferecer dificuldades aos hondurenhos; antes, pode aproveitar para incrementar as suas relações. O mesmo se diga com Taiwan, este mesmo uma vítima de um bloqueio conduzido pela China continental, que pode vir a se tornar um parceiro importante e capaz de absorver por completo a economia hondurenha.

Há portanto, duas linhas que devem se cruzar, uma em direção às vicissitudes que há de sofrer o frágil país em face da imposição de sanções internacionais, e outra com relação a uma inversão da opinião pública que seja capaz de reverter as decisões infelizes nos EUA e na União Européia.

Às vezes, a história conclama para o seu livro de ouro indivíduos ou nações que nem sequer imaginavam pertencer às notas de rodapé. Parece ser este o caso de Honduras, se o seu povo se mostrar disposto a agüentar firme até que a verdade prevaleça, o que não deve tardar. Torço por eles e que sirvam de exemplo aos brasileiros, tão inermes.



[i] Honduras receives high scores for trade freedom, fiscal freedom, government size, and financial freedom. Personal and corporate income tax rates are fairly low, and the overall tax burden is moderate. Financial freedom is enhanced by the developing banking sector, which has been instituting stronger rules and more transparent oversight.

Poverty and inequality persist, and efforts to restructure the public sector need to be revitalized. Honduras's overall economic freedom suffers most from the lack of institutional capacity to protect property rights and a lack of will to tackle corruption in many aspects of economic activity. Public administration is inefficient and widely perceived as corrupt. The rule of law is undermined by weak basic security. (http://www.heritage.org/index/Country/Honduras#business-freedom)

Benvindo à LIBERESFERA!

Fonte: LIBERESFERA



A LIBERESFERA foi criada para reunir todos os sites e blogs de tendência liberal e/ou conservadora. O que começou com a idéia de almejar cerca de uma centena de blogs, hoje já ultrapassa o dobro, e certamente muitos outros serão encontrados.

Caso queira seu blog incluído nesta lista, entre em contato. Você também pode criar um link da LIBERESFERA em seu blog ou site.

Seja benvindo!

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Transcrição da carta de Fidel para Chávez - a receita de como fazer a revolução para perpetuar-se no poder indefinidamente

Fonte: NOTALATINA

Terça-feira, 4 de Agosto de 2009


Artigo devastador. Vejam trechos, íntegra AQUI:

"Nesta primeira edição especial, o Notalatina transcreve a publicação do dia 8 de julho de 2005, considerando dois motivos: primeiro, é que acabo de receber um áudio do programa “El Plomo Parejo” conduzido por Iván Ballesteros da RCTV realizado em 10 de maio de 2007, em que ele lê a carta que Fidel Castro enviou a Chávez dando-lhe a receita de como fazer a revolução para perpetuar-se no poder indefinidamente, como ele mesmo fez com êxito. A carta lida por Ballesteros parece mais completa do que a que recebi na ocasião, pois menciona Lula várias vezes mas, ouvindo o áudio e acompanhando a leitura do Notalatina simultaneamente, pode-se comprovar que se trata do mesmo documento."

"...desperta o ódio, divide os venezuelanos. Esta etapa te dará bons dividendos... Se eliminarão uns aos outros, a violência te ajudará também a instalar-te mais tarde à força. Entretanto, fale-lhes de Democracia. Tens dinheiro, compra a fidelidade enquanto cumpres os teus objetivos. Quando consegues o que queres se se opõem ou te aconselham, despreza-os. Envia-os a embaixadas, dá-lhes dinheiro para que se calem ou tira-os do país para que a imprensa não os utilize. Os que se oponham “planta-lhes” delitos; isso desqualifica para sempre..."

"...No Conselho Assessor do Governo estarei eu (Fidel). Há que fuzilar os opositores que não aprendem. Isso é a única coisa que os silencia e é mais econômico.
Nunca deixes que se organizem, nem deixes que conheçam tuas intenções. Seremos respeitados novamente com o Marxismo-Leninismo. Brasil, Equador, Venezuela e Cuba a passos indestrutíveis. Se vejo que não tens colhões, recolho todo o meu pessoal; podem me matar os militares, quando se te ergam, se não me fazes caso. Que estás esperando, Hugo?"

Che: Anatomia de Um Mito


Documentário sobre a verdadeira face do mito "Che Guevara", com entrevistas de pessoas que tiveram contato com ele. Nada a ver com aquela figurinha fácil em camisetas da moda. O documentário abre com as palavras de Che: "Fusilamientos? Hemos fusilado, fusilamos e seguiremos fusilando mientras sea necesario. Nuestra lucha es una lucha a muerte!"

Democracia, Liberdade e Império das Leis

Democracia, Liberdade e Império das Leis

Conferência em seminário organizado pela Associação Comercial de São Paulo em 15 e 16 de maio de 2006 com o professor Ubiratan Iorio.

Precisa dizer mais?

Aparece uma certidão de nascimento de Obama... vinda do QUÊNIA

A matéria está em inglês, nela tem fotos deste material, a certidão de nascimento queniana do Obama que, se legítima, mostraria onde o sujeito nasceu de verdade.


Se for comprovado que o cara não é americano, mais uma vez Olavo De Carvalho acerta em seus estudos e pesquisas.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Não se enganem os que buscam soluções para a superlotação de processos no Poder Judiciário. A causa está justamente aí.

Fonte: LIBERTATUM
Por Klauber Cristofen Pires

SEGUNDA-FEIRA, AGOSTO 03, 2009




Corruptissima in republica plurimae legis[i]
Tácito, (
55 - 120 d.C.),

Peço ao leitor para que leia os dois textos de lei que seguem abaixo:

LEI Nº 7.297, DE 28 DE JULHO DE 2009

Dispõe sobre a disponibilização de fio ou fita dental em restaurantes e similares e dá outras providências.

A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO PARÁ estatui e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º Os restaurantes e similares onde haja consumo de alimentos DEVERÃO disponibilizar fio ou fita dental, em quantidade suficiente para uso de sua clientela.

Art. 2º O fio ou fita dental disponível para uso da clientela deverá estar legalizado junto aos órgãos competentes.

Art. 3º O fio ou fita dental disponibilizado deverá estar em embalagem apropriada, que o proteja de contaminação, e em condições de uso quanto à higiene, especificações técnicas e prazo de validade.

Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

PALÁCIO DO GOVERNO, 28 de julho de 2009.
ANA JÚLIA DE VASCONCELOS CAREPA (PT)
Governadora do Estado

...........................................................................................

Lei Ordinária N.º 7995, DE 24 DE JANEIRO DE 2000.

Obriga a disponibilidade de toalhas de papel nos banheiros destinados ao público em geral e dá outras providências.

A CÂMARA MUNICIPAL DE BELÉM estatui e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º. Fica obrigado, nos banheiros destinados ao público em geral, a disponibilidade de toalhas de papel, independentemente da existência ou não de máquina de secar a vapor.

Art. 2º. A inobservância ao que dispõe o artigo anterior implicará ao infrator em multa de mil Unidades Fiscais de Referência – UFIR.
Parágrafo único. Em caso de reincidência, a multa será de duas mil UFIR.

Art. 3º. O Poder Executivo Municipal regulamentará a presente Lei sessenta dias após a sua publicação.

Art. 4º. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 5º. Revogam-se as disposições em contrário.

Belém(PA), 24 de Janeiro de 2000.
EDMILSON BRITO RODRIGUES
Prefeito Municipal de Belém

-------------------------------------------------------------------------

Reproduzi-as para que não haja dúvida quanto ao conteúdo e pior, quanto ao sofrível uso do vernáculo. Sinal dos tempos? Certamente. Bom, mas para que não reste dúvida: refiro-me, no caso da lei estadual, à forma não erudita da palavra “disponibilizar”, anglicismo idiota que, além de ter sido usado de forma abundante no texto, é mais apropriada para “lan-houses” do que para o Diário Oficial do Estado, e quanto ao uso duvidoso da crase. No caso da redação municipal, o artigo 1º exigiria “obrigada”, para concordar com “a disponibilidade”, e no artigo 2º, o verbo “implicar” é verbo transitivo direto para a palavra multa, isto, que pode dispensar aquele desprezível “em”.

Não é do meu feitio examinar a correção gramatical ou ortográfica dos textos que analiso – não sou professor de português. Todavia, assim procedi para que fique demonstrada certa correlação entre a visível pobreza no uso da língua e a miséria do seu conteúdo.

O que resta para este pobre articulista escrever que qualquer pessoa de bom senso já não tenha percebido de per se? O uso de todo um tamanho da máquina estatal a perder-se com toalhas de papel e fios dentais... Imagine o leitor as discussões em plenário havidas, respectivamente, na Assembléia Legislativa e na Câmara Municipal. Será que também foram contemplados os parlamentares com benefícios pagos por ocasião de recesso em suas casas?

A Constituição cunhada de “cidadã” – uma cidadã pra lá de esquizofrênica, frise-se - no art 25, § 1º estatui: São reservadas aos Estados as competências que não lhes sejam vedadas por esta Constituição. Apenas mais um sintoma de dissociação com a realidade nesta carta cheia de vetores que se auto-anulam reciprocamente, eis que esta cláusula, sendo meramente histórica, pretendia emular a Constituição ianque, que estipula em seu art. X: Os poderes não delegados aos Estados Unidos pela Constituição, nem por ela negados aos Estados, são reservados aos Estados ou ao povo. Ocorre que esta competência legislativa aos estados norte-americanos é plena, dado que a União reserva para si própria somente algumas atribuições, sendo a maior parte dirigida justamente a harmonizar as relações entre os entes federados. A nossa, entretanto, lista - mais que exaustivamente – à União toda sorte possível de competências legislativas, de modo que, aos estados e aos municípios, não resta lá muito o que legislar, salvo nomes de ruas e praças e...leis de proibição de fumar ou tal como as que acima informamos.

Ciente desta realidade, certa vez busquei contato, sem sucesso, com o Dr Joaquim Passarinho, buscando com isto apoio tendente a, pelo menos, amenizar a questão da absoluta falta de autonomia estadual, no que pese nossa República denominar a si própria de “federativa”. Soubesse eu que ele rechaçou a minha visita porque estava ocupado com a elaboração da acima indigitada Lei 7.297, da qual é autor
[ii], eu não o teria perturbado para tratar de assunto tão, como diria, comezinho...?

Agora, voltando ao tema, e sem discutir eventual inconstitucionalidade em ambas as leis, entro no tema da invasão do espaço privado e da fertilidade legiferante que reina em nossas terras. Como sabiamente já observava Tácito, que nos brinda com a sua citação no alto deste artigo, venho perguntar primeiramente ao leitor se não é o caso dos respectivos agentes públicos que terão a atribuição de fiscalizar o cumprimento destas normas, se eles vão adentrar cada moquiço onde se sirva um peixe frito para aplicar as devidas penalidades ou se circunscreverão aos shopping centers e aos bons restaurantes da metrópole paraense.

Caso a lei não seja aplicável, na prática, para todos, ou teremos a prevaricação, ou a corrupção, que poderá ser realizada com cunho financeiro ou ideológico. Tertium non Datur. Ademais, a fiscalização parcial tornará o produto (dos restaurantes) mais caro onde houver (despreze-se que estas obrigações sejam de pouca monta – haverá mais e mais), gerando com isto uma artificial competitividade para os concorrentes inidôneos, como é sempre o que acontece.

Não se enganem os que buscam soluções para a superlotação de processos no Poder Judiciário. A causa está justamente aí.

[i] (As leis abundam nos estados mais corruptos)
[ii] Segundo nota divulgada pelo blog Espaço Aberto: http://blogdoespacoaberto.blogspot.com/2009/07/um-mimo-em-forma-de-fio-dental.html

A marcha delirante - do site do PCB (Partido Comunista Brasileiro)

Fonte: PARTIDO COMUNISTA BRASILEIRO - PCB

(Cavaleiro do Templo: abaixo um exemplo do mundo do delirante. O sujeito que vive em uma redoma isolando-o do mundo é como o Peter Pan na Terra do Nunca. Quanto mais "forte" a redoma, menor a percepção do "mundo real". Chega a imaginar coisas como o "não-trabalho" como meio de vida, como se fosse cair do céu tudo que o ser humano necessita para viver, como se a produção dos bens necessários, independente do sistema político vigente, não fosse resultado do trabalho de alguém ou muitos. Será que ele está propondo que o homem volte a viver do que a natureza ceder gentilmente, sem nenhuma interefência "produtiva" do ser humano? O pior: onde está este homem capaz de viver sem regras, sem polícia, sem militares, sem política? Ele nascerá depois que o trabalhador perder a paciência e deixar de ser trabalhador? Ele será "abençoado pelos céus", por assim dizer, com um "upgrade existencial" e tranformar-se-á este santo, naquele beato relatado pelo autor da peça abaixo? Como um professor da UFRJ poderia pensar deste jeito? Se fosse uma pessoa de pouquíssima instrução, vá lá... Mas um catedrático pensar que o ser humano pode ser mudado por decreto? E o que dizer que quem chama apenas alguns de trabalhador incitando-os a alguma ação codificada por "perder a paciência"? Não somos todos nós trabalhadores, não sendo apenas os que nada produzem como por exemplo o pessoal do MST e os índios ou aqueles herdeiros de fortunas que nada fazem além de dilapidar o dinheiro do pai, o que gera, evidentemente, mais um monte de empregos (nos hotéis, nos cassinos, nas "casas da luz vermelha", devidamente classificadas por este governo como "profissionais do sexo", portanto trabalhadores também, etc.)? Me digam o seguinte: onde seria o local ideal para estas pessoas viverem, que não uma instituição para doentes mentais? É o único local adequado. Olavo de Carvalho já disse que não estamos lidando com pessoas normais. Não se pode conferir a estas sequer o direito ao debate quando o assunto é importante ou propostas de sociedade (o que por si só já é debate de dementes). Você já tentou debater com uma esquizofrênico? Com um psicótico? Pois é, não é possível, não é mesmo?)


Quando os trabalhadores perderem a paciência
Por: Mauro Iasi(*)

As pessoas comerão três vezes ao dia
E passearão de mãos dadas ao entardecer
A vida será livre e não a concorrência
Quando os trabalhadores perderem a paciência

Certas pessoas perderão seus cargos e empregos
O trabalho deixará de ser um meio de vida
As pessoas poderão fazer coisas de maior pertinência
Quando os trabalhadores perderem a paciência

O mundo não terá fronteiras
Nem estados, nem militares para proteger estados
Nem estados para proteger militares prepotências
Quando os trabalhadores perderem a paciência

A pele será carícia e o corpo delícia
E os namorados farão amor não mercantil
Enquanto é a fome que vai virar indecência
Quando os trabalhadores perderem a paciência

Quando os trabalhadores perderem a paciência
Não terá governo nem direito sem justiça
Nem juizes, nem doutores em sapiência
Nem padres, nem excelências

Uma fruta será fruta, sem valor e sem troca
Sem que o humano se oculte na aparência
A necessidade e o desejo serão o termo de equivalência
Quando os trabalhadores perderem a paciência

Quando os trabalhadores perderem a paciência
Depois de dez anos sem uso, por pura obscelescência
A filósofa-faxineira passando pelo palácio dirá:
"declaro vaga a presidência"!

* Mauro Iasi é Professor da UFRJ e membro do Comitê Central do PCB (Partido Comunista Brasileiro)

domingo, 2 de agosto de 2009

Imbecil és tu, patife!!!

Fonte: LIBERTATUM

DOMINGO, AGOSTO 02, 2009


...e também os que, só porque um imbecil chegou à Presidência, pensam que ele pode dizer imbecibilidades sem que ninguém o questione! A mim, tu não enganas...

As novidades na Venezuela: só se pode falar bem do gostosão do amigo do Lula

Abaixo uma séria de artigos do BLOG DO ALUIZIO AMORIM deste domingo, dia 2 de agosto de 2009, sobre as macaquices do orangotango venezuelano.

Percebam que nem mesmos os chavistas estão gostando, a desaprovação da "cubanização" é quase total mas, como sempre acontece nas revoluções, depois de tomado o poder a opinião dos IMBECIS que a tornaram possível deixam de ter importância. Na verdade nunca tiveram nem pesaram em nada nas decisões dos que buscam o PODER TOTAL como é o caso dos sociopatas comunistas da Iberoamerica.

Leiam e se surpreendam. Afinal, como o mestre Aluizio fala, nada saiu na mí"R"dia nacional. Eu não me surpreendo com isto, e você? Se se surpreende, comece a repensar pois em breve é o que teremos aqui.

Domingo, Agosto 02, 2009

O ORANGOTANGO DA VENEZUELA BABANDO


Via site UnoAmerica

UPDATE 1: Espertinho, Hugo Chávez cancelou seu programa Alô, Presidente. Alegou luxação depois de um jogo de softball...hehehe...Demagogo, mentiroso, assassino da democracia.

UPDATE 2: Pelo que tenho visto nos sites dos jornalões brasileiros e nas edições deste domingo, simplesmente ignoraram o ataque inaudito de Chávez contra a liberdade de expressão na Venezuela, com o fechamento de 32 emissoras de rádio!

CHÁVEZ MOSTRA TODA A SUA ESTUPIDEZ

Manifestantes estão guardando os prédios das 32 rádios fechadas
O noticiário da agência AFP resume o que está acontecendo na Venezuela em razão da truculência dos bolcheviques botocudos comandados por Hugo Chávez, o amigo de Lula, o companheiro do Foro de São Paulo. Até esta hora não vi em nenhum site noticioso brasileiro qualquer manifestação de Lula e seus petralhas. Nem mesmo a grande imprensa, em seus sites tem noticiado o absurdo que ocorre na Venezuela. Algo inaudito na história da imprensa latino-americana que se iguala a Cuba de Fidel Castro. Como Lula e o PT são amigos de Chávez, compõe com ele o Foro de São Paulo, é de se esperar daqui para frente que a mesma coisa aconteça aqui no Brasil.

Tem-se a impressão que a decisão de Chávez é uma espécie de vingança contra as denúncias de que o seu governo está associado aos narco-terroristas, aos quais teria cedido armamento pesado (lança-foguetes) e também em função do caso Honduras em que a sua marionete Zelaya foi afastado do poder. Chávez está completamente fora da casinha. Transcrevo parte da matéria da AFP em espanhol:

Miles de venezolanos manifestaron su respaldo y se concentraron este sábado alrededor de las sedes de emisoras de radio que fueron sacadas del aire por el gobierno del presidente Hugo Chávez, mientras denunciaban esas medidas como actos de censura.

Treinta y dos radios y dos televisoras regionales cesaron este sábado sus transmisiones, luego de que la Comisión Nacional de Telecomunicaciones (Conatel) anulara sus licencias alegando motivos administrativos.

De este primer grupo, al que podrían seguir otras 200 emisoras, la más importante es el circuito CNB, con cinco radios en Caracas y las ciudades de Valencia, Maracaibo, San Cristóbal y Coro.

CNB, una radio con programación informativa y de opinión crítica al gobierno de Chávez, comenzó a emitir vía internet, mientras periodistas, dirigentes políticos de oposición y ciudadanos independientes se reunían a las puertas de la estación en Caracas.

"Pueblo, madura, esto es dictadura", gritaban los manifestantes, al tiempo que rechazaban que "Venezuela sea la segunda Cuba". En la puerta de la estación de radio había una pancarta que decía: "No a la censura".

En una comunicación telefónica con militates de su Partido Socialista Unido de Venezuela (PSUV), transmitida por la televisora estatal VTV, Chávez negó que lo ocurrido sea un cierre de medios de comunicación.

"No es que hemos cerrado unas emisoras de radio, (sino que) se cumple la ley. Las hemos recuperado. (Se trata de) emisoras de radio que ahora son del pueblo y no de la burguesía, porque la patria es del pueblo y no de la burguesía, entonces todo eso hay que apoyarlo", dijo Chávez. Leia MAIS en español In spanish

Sábado, Agosto 01, 2009

IMPRENSA BRASILEIRA ESPERA ORDEM DE LULA

Manifestação deste sábado na Venezuela pela liberdade de imprensa
Dei uma zapeada pelos sites do Estadão, UOL, Folha Online e G1, e não encontrei nada a respeito da crise que fustiga o governo de Chávez na Venezuela, depois que o bufão bolivariano decidiu fechar mais de 3o emissoras de rádio.

Há manifestações e o Twitter está coalhado de twittadas contra a truculência chavista desferida sobre os veículos de comunicação.

Há pouco, no site do G, o vídeo de chamada das principais matérias do Jornal Nacional sequer fazem menção ao fato de que Chávez está transformando a Venezuela numa nova Cuba.

Os sites dos jornais de outros países latino-americanos e no resto do mundo estão cobrindo. Mas os jornais brasileiros e televisões parecem estar esperando uma ordem do Imperador Lula, que é amiguinho de Chávez. Esperam que o Apedeuta libere se podem ou não divulgar, comentar e, o que é mais importante, cair de pau nesse tiranete vagabundo, rato de esgoto Hugo Chávez.

FALEM AÍ JORNALÕES E TV GLOBO!

Foto by #vamp no Twitpic - agora é assim...hehehe...uma venezuelana fotografou e postou no Twitpic e lançou pelo Twitter.

UPDATE: Há pouco vi uma matéria no site da revista Veja. A Veja acaba se transformando na versão brasileira da Globovisión, até que receba o golpe de misericórdia de Lula e do PT e se entregue para as hordas botocudas. É única publicação brasileira que ainda faz jornalista sem concessões ao poder dos comunistas do PT.

90% DOS VENEZUELANOS RECHAÇAM TIRANIA

Segundo revelou pesquisa noticiada pelo site Infobae.com, 67% dos seguidores chavistas rechaçaram a ofensiva do regime contra os meios de comunicação. Para 83% dos entrevistados lhes desagrada o modelo cubano.

A sondagem da empresa Marcanálisis consultou a população sobre se está de acordo ou em desacordo com o fechamento das emissoras de rádio. 84% da população pesquisada estáem desacordo. Os que se identificam como partidários do chavismo rechaçam na média de 67%. A pesquisa foi divulgada pela Cadeia de TV Globovisión.

A pesquisa investigou sobre a separação dos venezuelanos entre chavistas e oposição. 89% estão em desacordo com a separação dos venezuelanos por tendências políticas; curiosamente 82% do chavismo rechaça a separação, assim mesmo 93% da oposição assegura estar em desacordo com que se divida a população venezuelana.

O modelo cubano é rechaçado pela população: 83% estão em desacordo e 13% de acordo. A população chavista, em 72%, desaprova seguir o padrão da ditadura cubana. Do site Infobae.com en español - In spanish

NO BLOG TV ONLINE SOBRE CRISE NA VENEZUELA

Assistam aqui no blog a transmissão de TV online com flashes ao vivo sobre as manifestações que estão ocorrendo na Venezuela, depois que Hugo Chávez mandou fechasr dezenas de emissoras de rádio e prepara uma Lei da Mordaça para calar totalmente a imprensa.

OBAMA, LULA, CLINTON NÃO FALAM NADA?

E daí? Cadê os protestos irados de Lula, Obama, Hillary Clinton, Insulza, OEA, Itamaraty, ONU? contra o fechamento de emissoras de rádio na Venezuela pelo tirano botocudo Hugo Chávez?

Acusam tanto o novo governo de Honduras de golpista, mas lá a liberdade de imprensa continua em vigência plena. Lá o governo de Micheletti não fechou nenhuma emissora de rádio.

P.S.: E OS SINDICATOS DE JORNALISTAS DO BRASIL NÃO IRÃO DIZER NADA?

HIPÓCRITAS, MENTIROSOS, PICARETAS!

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".