Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

BOMBA! BOMBA! BOMBA!

Amigo,

O que vai abaixo é uma bomba, tipo arrasa-quarteirão. Mas bomba de Luz, antídoto bendito contra a cegueira nacional.

Há meses divulgou-se uma entrevista dada por Yuri Bezmenov, ex-agente do KGB, (ou Tomas Schuman, um dos muitos nomes que ele usou para fugir da KGB), a que chamei "um curso rápido sobre guerra psicológica".

Os sete vídeo-clips aqui inclusos (logo abaixo) são uma aula magistral em que se expandem e se detalham didaticamente os conceitos abertos naquela entrevista.

Vc terá ouvido/lido 'eméritos experts' de Pucs, Ufrjs e Usps, com longas listas de títulos - doutores, mestres, catedráticos, filósofos, etc... - afirmando que os seguidos alertas para a guerra psicológica de subversão em andamento contra nossa gente são nada mais que delusões de paranóicos delirando "teorias de conspiração"... geralmente com dedinhos subliminares apontando Olavo de Carvalho.

Após ouvir/ler Bezmenov - e constatar sem sombras de dúvidas que cada um dos ítens das táticas de subversão estão sendo exitosamente aplicados também à realidade brasileira - vc poderá aumentar o rol de qualificações daquelas sumidades intelectuais, agora com adjetivos realistas: besta ou canalha.

E, amigo, que não lhe falhe a generosidade; some... e dará no ponto: - bestas acanalhadas.

Atente: eles sabem beníssimo que mentem, enganam, pervertem, induzem a erros de compreensão, cegam seus leitores/ouvintes para a realidade. São a voz do Inimigo. Seu, meu, de todo o gênero humano. Seres que, sob a aparência de normalidade humana, petrificaram em si tal nível de corrupção que estão além da possibilidade de regeneração.

Indivíduos publicitariamente incensados como valores intelectuais, gozando condições mordômicas, até perderem sua utilidade. O usual, comprovado historicamente milhares de vezes, é que o processo se encerre por uma econômica bala na nuca. Daí a designação clássica do KGB a tais tipos: idiotas úteis - professores, 'filósofos', cientistas políticos, sindicalistas, risonhos empresários crentes que são 'espertos', militares melancias...

Vai ouvir Bezmenov desmistificar bestialidades óbvias como "direito à igualdade" - sofisma hoje aceito entre nós como verdade indiscutível, passando-se ao largo do fato escancaradamente manifesto de que a desigualdade genotípica inerente a todas as espécies, humana inclusive, é motor essencial ao processo evolucionário: sem diferenças individuais sequer existiriam espécies!

Um tal "direito à igualdade" é petardo cinicamente sofístico orientado para destruição de um de nossos valores absolutos: o mérito. Anulado, desmunicia-se o empenho no próprio aperfeiçoamento, esvazia-se a dinâmica motivacional imprescindível aos esforços para desenvolvermos nossas capacidades humanas - com o quê trava-se o processo evolutivo da espécie - invalidando-se a razão primária de sua existência. É, na mais funda acepção da expressão, um crime contra a humanidade.

Bom que se saiba que no campo de vivência humana não existe estágio estático: estamos em permanente evolução - ou - em franca involução.

Não há meio termo - sobe-se sempre, ou inevitavelmente se despenca para a animalidade.

Creio ser um dado necessário para avaliação das condições de 'gado entorpecido' de larga parcela de nossa população, essencialmente voltada para gratificação de apetites primários.

Bezmenov ainda acentua, sublinha, enfatiza a dimensão religiosa como fator de sobrevivência das sociedades - desvelando a razão da guerra sistemática que o socialismo/comunismo move às religiões, subvertendo-as, esvaziando-as de valores transcendentes, substituídos por alvos materialistas como "o paraíso na Terra", mote canalha - e mortal - da Teologia da Libertação.

(Talvez seja oportuno esclarecer a quem possa interessar, que entendo que o ateísmo, por si, não é necessariamente indutor de falha de caráter. Conheço ateus que são exemplos notáveis de excelência humana. Acredito que é uma característica induzida pré-natalmente como peso limitador, fator extra de desafio evolutivo para aprimorar capacidades humanas que, dependendo do livre-arbítrio, podem - ou não - levar à sadia correção nas opções existenciais. Será sempre função de livre escolha, com conseqüente responsabilidade.

O ateu tende a centrar-se na razão, mas nossa fé decorre de um 'sentir' não ainda redutível à razão, porque promana de diferenciada instância anímica inerente à natureza humana, e especialmente criada para sensibilidade à transcendência. Algo 'desligado' ou, no momento, não atuante no ateu.

Em outros termos, ao contrário do que usam supor, sua postura e visão materialista não resulta de superior capacidade racional e especial coragem para "afrontar a dura realidade", mas de uma disfunção, redundando em deficiência e incapacidade. Felizmente, apenas transitória. Com a graça de Deus, claro! )

Deixo-o com Bezmenov.

E com o deprimente exercício de identificar o êxito da aplicação das táticas subersivas nos eventos sócio-políticos nacionais, latino-americanos, estadunidenses... bem como, de avaliar a adequação - ou inadequação - às nossas atuais condições, das contra-medidas possíveis, explicitadas por ele.

Atente para um dado importante: abertos os vídeos abaixo, leve o ponteiro do mouse à parte inferior do clip até ao último ícone à direita. Clique aí e ele abrirá opção para "Legendas em português".

Bom proveito.

M.

P.S. - Acredito que tais clips merecem divulgação universal. Que acha você?













8 comentários:

Madame des Plages disse...

Caro Cavaleiro, ouvi com atenção os sete vídeos, pela manhã, no YouTube. Havia lido sobre ele no brasilacimadetudo.
Hoje comprei a versão bilíngue do livro Verdade e Conhecimento de Tomás de Aquino. Após o texto do Olavo de Carvalho sobre Aristóteles, publicado no seu blog, convenci-me de que nossa civilização contemporânea é uma grande mentira.
Estou convencida de que já passamos por todas as etapas descritas pelo russo. Talvez não tenhamos mais solução. De onde virá a resistência? Quando vejo o Paulinho dos prostibulos e todos os indenizados "vitimizados" pela "ditadura", a Teologia da Libertação, a omissão da Igreja, o materialismo, Obama e tudo o mais, não sei o que fazer.
Nem sequer consigo ter criatividade para pensar na minha sobrevivência e de minha família, quando eles começarem a nos matar.
Como poderemos agir, ilumninar, criar condições de resistência?

Cavaleiro do Templo disse...

Madame

Para começar penso mesmo em popularizar ao máximo esta palestra do Yuri. Estou estudando uma forma de enviar pelos Correios gravado em DVD para quem quiser/pedir, quero viabilizar isto.

Estou apoiando políticos de direita MESMO na minha cidade. E espalhando o blog. Tenho feito outras coisas mas não posso "falar" abertamente (para todos) aqui.

Mas antes de tudo é pedir Luz ao Altíssimo. Perguntar a ele o que podemos fazer parade útil neste momento.

Cavaleiro do Templo

Madame des Plages disse...

Caro Cavaleiro, tenho procurado divulgar seu blog e o do clausewitz que, acho, são fundamentais. O senhor tem meu e-mail pessoal. Estou a seu dispor, se eu puder ajudar de alguma maneira. Tenho orado a Deus, mas a maldade humana chegou ao seu paroxismo. Hoje vejo o quanto tive posturas erradas, influenciada e hipnotizada pelas técnicas de destruição e pelos ritos satânicos dessa gente. Peço perdão a Deus por mim e pelas trevas reinantes. Se eu puder ajudar a difundir a luz, estou à disposição.

Luciano (E.S.) disse...

Prezado cavaleiro, você citou em comentário anterior sobre "políticos de direita MESMO". Gostaria de mais informações sobre tais políticos.
Grato. (luclobo@bol.com.br)

Anônimo disse...

ola,
caro cavaleiro sou um jovem que não entende muito de politica e outros assuntos como filosofia enfim, mas tenho muita fome de conhecer mais, gostaria de pedir que desse um jeito de traduzir ou legendar estes video pois ñ enteno nada de ingles

Cavaleiro do Templo disse...

Olá Anonimo

Tenta aqui: http://www.youtube.com/watch?v=cj0Id3BLFco

Abração
www.cavaleirodotemplo.com

Digi-Alchemist disse...

Olá, Cavaleiro!

Timidamente, também tenho aberto o meu blogue a estas discussões. Posts mais moderados, mais tímidos etc,... Bem, é preciso mais, pois vemos que a tormenta se avizinha.

Realmente, Karl Marx É (na verdade, ele FOI, pois está morto agora) um Satanista Qualificado AAA+, pois sabemos que Pelos Frutos é que se conhece a Árvore. Como Álefe Brite diria, "é realidade purinha!" Tudo se encaixa nos conformes do príncipe das trevas, cujas metas são matar, roubar e destruir.

Admiro os que combatem o COMUNISMO, destre os quais, Olavo de Carvalho, Orlando Fedeli, Graça Salgueiro e Você, meu caro!
Precisamos continuar firmes e inflexíveis nesta batalha, NÃO CONTEMPORIZAR É ESSENCIAL.

É isso aí, Cavaleiro, continue a cavalgar nesta dura, porém, gloriosa Jornada. E que Adonai te proteja! (Adonai é o nome de Deus no hebraico, e significa "Senhor, Amo, Possuidor". Sim, Possuidor dos céus, terra e de cada um de nós)

Alchem

P.S.: Vamos apoiar o Mário de Oliveira. Pois Dilma Rousseff está fora de cogitação. Marina Silva? nem pensar! E Serra? é o mesmo que Dilma, mais a privatização das estatais, como a Caixa e a Petrobrás.
Precisamos de alguém que não compactue com essa desenfreada luxúria comunista/socialista. precisamos de alguém que não entregue nossas estatais aos ricos e estrangeiros, nem a Amazónia aos Norte-americanos.
Precisamos de pessoas como Mário de Oliveira, o General Heleno e muitos outros como Olvao, como Graça, como Você, porque juntos a gente vai longe!

Maximiano Henrique Rebequi dos Santos disse...

Saudações
Vídeos esclarecedores e instrutivos.
Parabéns!

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".