Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

terça-feira, 6 de março de 2012

Regras e limitação de tempo reduzem eficácia de testes com urnas eletrônicas, diz "hacker"

 

UOL

06/03/201206h00

 

Mário Rossit

Do UOL, em São Paulo

  • Eraldo Peres/AP

    O sistema das urnas eletrônicas foi testado pela primeira vez por "hackers" em 2009

    O sistema das urnas eletrônicas foi testado pela primeira vez por "hackers" em 2009

Um dos processos que verificam a vulnerabilidade das urnas eletrônicas que serão usadas em outubro terá início nesta terça-feira (6), em Brasília. Especialistas em computação de todo o país conhecerão as regras para a realização dos testes, farão a configuração dos sistemas que serão utilizados e vão elaborar as propostas de ataque aos equipamentos. Eles atuarão como "hackers" nos testes que serão realizados entre os dias 20 e 22 deste mês.

São essas regras e o prazo limitado para os testes que comprometem a eficácia do processo, na opinião de um dos especialistas que atuará como  “hacker” para testar as urnas. Para Diego de Freitas Aranha, doutor em ciência da computação pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e professor do CIC (Departamento de Computação) da UnB (Universidade de Brasília), só seria possível garantir que o sistema é inviolável se “não existissem regras nem tempo determinado para que todos os testes pudessem ser feitos”.

“Não é possível afirmar que o sistema de urna eletrônica é totalmente seguro”, afirma. “Nossa intenção é encontrar vulnerabilidade e contribuir para uma melhor segurança do sistema”, completa Aranha.

Segundo o tribunal, neste ano, o TSE vai tornar disponível aos especialistas o código de fonte e o acesso à internet, o que não ocorreu há três anos. A medida seria uma forma de dar ainda mais subsídios aos avaliadores do sistema.

Ao todo, 24 especialistas em computação de todo o país tentarão invadir virtualmente os equipamentos e fraudar dados. Segundo o TSE, o objetivo dos testes é explorar eventuais falhas do sistema relacionadas à violação da integridade e ao sigilo do voto.  As conclusões dos testes serão apresentadas no dia 29 pelo tribunal, que destaca a "transparência" do processo. As sugestões de melhorias dos hackers poderão ser implementadas futuramente no sistema eletrônico de votação. Os testes foram realizados pela primeira vez em 2009.

De acordo com o professor da UnB, o sistema de apuração do TSE não será investigado. “Focaremos o trabalho nas urnas. O sistema que totaliza os votos, pode até ser invadido, mas o máximo que pode acontecer é um atraso na apuração”.

Em 2009, o ministro Carlos Ayres Britto, então presidente do TSE, disse que a urna eletrônica viabilizava “uma Justiça Eleitoral rápida, transparente, segura”. “Não há por que temer novos testes”, afirmou, na ocasião.

Nenhum comentário:

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".