Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

quarta-feira, 7 de março de 2012

Lógica militante I

 

TUDO NÃO É RELATIVO

sexta-feira, 2 de março de 2012

O argumento principal dos militantes neo-ateus* — desses que se organizam em associações como a ATEA e tentam extirpar as religiões da face da Terra — é que o simples fato de eles se declararem ateus os torna, automaticamente, as pessoas mais inteligentes, racionais e lógicas do planeta Terra.

O problema é que eles não precisam efetivamente usar argumentos racionais nem apresentar fatos comprovados para defender suas posições. Eles só precisam usar discursos emocionais em que se auto-denominam racionais e em que reprovam todos os outros como irracionais e fanáticos.

Se eles, por exemplo, citam o mito de que a Igreja pregava que a Terra era chata e jogava na fogueira quem discordasse disso, eles estão sendo racionais e lógicos.

Se você, por outro lado, cita pesquisas históricas (aqui e aqui) que apontam:

(i) que os principais filósofos e pensadores cristãos da Antiguidade e da Idade Média (de Agostinho a Tomás de Aquino) sempre reconheceram que a terra era redonda;
(ii) que Colombo nunca foi questionado com relação ao formato da Terra, mas com relação à sua tese de que a Terra seria muito menor do que os filósofos e geografos diziam que era e que, por isso, os alimentos acabariam antes de ele chegar à Índia;
(iii) e que o mito sobre a tese da Terra chata foi criado pelo historiador francês (e anti-religioso) Antoine-Jean Letronne (1787-1848) — que cometeu um erro de análise —, pelo romancista Washington Irving (1783-1859) e pelo físico anti-católico John Draper (1811-1882) — que espalhou o mito como forma de acusar a religião de promover a ignorância e de se opor à razão (ou seja, exatamento como os militantes neo-ateus fazem hoje)...


... bem, se você aponta esses dados históricos reais, você está apenas sendo um religioso louco, fundamentalista, irracional, ilógico blá blá blá. Vocês sabem: assim como a bondade e a preocupação com os pobres são atributos exclusivos dos esquerdistas e dos petistas, também a razão e o apego aos fatos são atributos exclusivos dos neo-ateus... mesmo quando eles citam apenas clichês, mitos, superstições e fazem uso de discursos puramente emocionais.

Oh argumentozinho ruim...

Como argumento “irrefutável” em favor da idéia de que eles são os donos exclusivos da capacidade de raciocício lógico-racional, eles apresentam listas de cientistas do século XX e XXI, que são ateus, como forma de veicular a idéia de que a única forma de ser racional, científico e lógico é ser ateu (militante).

Com todos os tipos de distorções que os religiosos podem cometer no exercício da fé, vocês já viram alguma vez um teísta ou deísta usar esse tipo de argumento ridículo? Por exemplo, argumentando que “as pessoas mais inteligentes e ilustres da história da Humanidade (Pitágoras, Sócrates, Platão, Aristóteles, Agostinho, Tomás de Aquina, Descartes, Kant, Charles Darwin, etc) acreditam nos deuses, portanto você também deve acreditar se quiser ser inteligente e racional”?

Quero ver ser capaz de ler a Suma Teológica

ou um tratado de lógica medieval!

Este tipo de argumento seria fraudulento se usado por um religioso pelo simples fato de que todo mundo sabe que em qualquer grupo social sempre vão existir pessoas com QIs diferentes. Este argumento também é fraudulento quando usado por neo-ateístas militantes e, na verdade, depõe contra a inteligência dos próprios militantes. Afinal, é claro que deve haver um ou dois que usam este argumento de maneira conscientemente mal-intencionada, sabendo que ele é mentiroso, apenas para promover o ódio contra o que eles também odeiam. Mas é claro que a imensa maioria dos que repetem esse argumento realmente acredita piamente (com trocadilho) que estão afirmando algo inteiramente justo. Como podem tantas criaturas “racionais” e “lógicas” não perceberem o absurdo do que dizem?

Aliás, se os neo-ateus militantes do século XXI são os únicos seres do universo capazes de raciocínio lógico-racional, como é que o pai da Lógica, no Ocidente, foi justamente Aristóteles, que também escreveu tratados de Teologia em que demonstrou a necessidade lógica da existência de Deus, “o primeiro motor imóvel” que deu origem a tudo o que há?

(Mas não sejamos muito duros. Muitos dentres eles são apenas adolescentes de 17 anos que leram apenas a contra-capa de algum livro de Richard Dawkins e passaram a idolatrar o ateísmo da mesma forma como seus colegas idolatram Restart... e agora saem por aí levantando a bandeira do seu grupo do mesmo modo que torcedores de futebol)
Em plena época das redes sociais, será que esse povo não tem como achar uma forma melhor e mais produtiva de se enturmar?

__________________________________

A diferença entre ateu e neo-ateu militantes é mais ou menos a mesma diferença entre um muçulmano tradicional que ora cinco vezes por dia e cumpre suas obrigações sociais e um radical muçulmano que torce para que a Al Qaeda destrua o Vaticano e os EUA; entre um simples eleitor da esquerda e um desses radicais que invadem reitorias, anulam eleições do DCE e queimam bandeiras dos EUA. Mais sobre essa diferença aqui.

Nenhum comentário:

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".