Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Os chiliques de Yuri Grecco contra os heróis de 64 OU Estudando um macaco esquerdista de laboratório

LUCIANO AYAN


Mais um show de delírios e neuroses do Yuri Grecco.


Ele já começa dizendo que “militar não é inteligente”, em clara provocação a toda uma classe profissional. Provocação esta QUE DEVE ser retaliada. Aviso aos militares: vão deixar isso barato? A dinâmica social diz o que acontece se deixarem barato, certo? (Como sempre, não falo em violência física, mas em duas opções, que podem ser cumulativas, (1) processo judicial, (2) escárnio público – E, caso não façam isso, vao ser atacados mais e mais, como já foram aqui)


Aliás, quem não demonstra a mínima inteligência é Yuri, pois ele diz que jovens de 17 ou 18 anos NÃO SABEM o que é uma ditadura, e portanto não podem defender o regime militar instaurado em 1964. Isso é claramente uma argumentação chinfrim, pois qualquer um que tenha estudo secundário sabe contar o número de mortos da China de Mao, e posteriormente no Cambodja de Pol Pot, e fazer a comparação. E, sendo que o programa dos terroristas brasileiros era exatamente o mesmo dos cambodjanos e chineses, a noção de que os militares de 64 são nossos heróis é uma constatação puramente lógica.


Yuri tenta o truque psicológico de “fingir não entender” a idéia que qualquer um que não é esquerdista já compreendeu: o governo militar, embora ditatorial, nos protegeu de uma ditadura muito mais assassina. Isso por que o programa defendido pelos terroristas brasileiros era EXATAMENTE O MESMO praticado por Stalin, Mao, e, 10 anos depois da ação militar de 1964, no Cambodja, por Pol Pot, eliminando um terço da população daquele país, sendo o maior genocídio proporcional da história.


Ele ainda tenta jogar para a platéia dizendo que “toda as ditaduras, de direita ou de esquerda” são a mesma coisa, mas ele faz isso somente para  protestar contra as ditaduras de direita, que tenham existido SOMENTE para evitar as ditaduras de esquerda. Tecnicamente, ele esta defendendo a esquerda neste momento. Yuri apenas está com raivinha, pois o sucesso que os marxistas tiveram na China, Rússia e Cambodja NÃO OCORREU por aqui, exatamente por causa dos militares. Logo, podemos notar que os militares foram muito perspicazes ao perceber o perigo rondando o Brasil.


O mais divertido do vídeo de Yuri é que o mesmo entregou o ouro: ele não consegue mais se limitar a propagar o neo ateísmo. Ele agora adere à toda agenda da esquerda. Mas isso somente comprova cada vez mais minha teoria. Todo neo ateu é um esquerdista.


Este blog já chegou em um estágio, e quero mantê-lo sempre assim a partir de agora, em que não há mais uma interação ingênua em direção aos esquerdistas. Ao contrário, basta deixá-los começar a falar e inicia-se aí a coleta de dados experimentais a respeito do COMPORTAMENTO DE UM ESQUERDISTA.


Yuri Grecco, conforme previsto pela minha tese, obviamente ia debandar para a defesa de toda a agenda de esquerda.

Nenhum comentário:

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".