Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Rússia e Ocidente: entre a manipulação e a perseguição

 

JULIO SEVERO

21 de fevereiro de 2012

Comentário de Julio Severo: No sistema político da antiga União Soviética, os cristãos eram implacavelmente perseguidos, e escolas e governo estavam a serviço de uma ideologia centrada no homem, com consequências terríveis para os cristãos. Não dá para dizer que hoje a Rússia é cristã no melhor sentido da palavra, mas em comparação com o Ocidente, que está cada vez mais hostil aos cristãos, a Rússia está começando a sobressair. Isso me faz recordar uma passagem da Bíblia onde o próprio Deus denuncia que a nação que tinha uma aliança com ele, Israel, havia ficado pior do que as perversas nações vizinhas: “Mas Israel se revoltou contra os meus mandamentos e acabou se tornando mais perverso do que as outras nações, mais desobediente do que os povos que estão em volta dela. Israel rejeitou os meus mandamentos e não quis guardar as minhas leis.” (Ezequiel 5:6) Esse é exatamente o caso quando olhamos para os EUA e Europa, onde escolas e governo estão agora a serviço de uma ideologia centrada no homem, com consequências terríveis para os cristãos. Não tenho a menor dúvida de que Putin tem más intenções, assim como Obama, o presidente dos EUA, tem más intenções, algumas das quais são patentes e tangíveis, como impor a ideologia do aborto e do homossexualismo no mundo inteiro. Assim, os cristãos ficam no fogo cruzado das más intenções de duas grandes potências. Se ficarem com a Rússia, serão inevitavelmente manipulados. Se ficarem com os EUA e Europa, serão perseguidos, especialmente considerando o fato de que a Europa e o EUA estão cada vez mais se aliando e fazendo as vontades dos maiores perseguidores de cristãos do mundo: os muçulmanos… Penso que temos de aproveitar o melhor das duas e jogar fora o pior.

O artigo abaixo é do escritor americano Don Hank:

Por que a Rússia e o Ocidente inverteram os papéis?

Rússia, o Ocidente e os cristãos perseguidos

Don Hank

Há evidência de que a Rússia está, seja lá por qual motivo for, interessada em proteger os cristãos. Um artigo na Interfax traz o título “Putin se compromete que Rússia defenderá os cristãos perseguidos em outros países”.

Então, até que ponto os russos estão sendo sinceros? Tem havido uma abundância de comentários sobre o assunto aqui nos Estados Unidos, em grande parte atacando a Rússia por defender seus próprios interesses sob o pretexto de preocupações com os cristãos. Quem sabe?

Mas eis algumas coisas a se considerar:

1) Até mesmo na União Soviética ateísta, as igrejas que haviam sofrido bombas na guerra foram restauradas com amor e sacrifício, com um custo enorme para a nação, como foram outros lugares de valor cultural. O governo russo pode ter criticado publicamente o Cristianismo, mas o povo russo não teria tolerado a destruição física das igrejas ortodoxas russas. Ora, eu cheguei a visitar uma dessas igrejas em Leningrado (nome que agora foi revertido para São Petersburgo), que foi, lamentavelmente, transformada no tão chamado Museu da Religião e Ateísmo, um exemplo deplorável de sacrilégio e blasfêmia descarada. Mas o edifício inteiro e suas mobílias, inclusive imagens, estavam em condições excelentes. Diferente da China de Mao, os objetos tradicionais e antigos não foram destruídos, muito pelo contrário.

2) A oposição russa à intervenção ocidental em Kosovo tinha também raízes culturais e religiosas. A população eslávica ali é e era majoritariamente russa ortodoxa, com cultos geralmente realizados no eslavônio eclesiástico, uma variante arcaica do russo. Vamos nos lembrar dos temas de arrependimento cristão na novela Crime e Castigo, e da mensagem pró-cristã de Anna Karenina de Tolstoy. Ambos os livros eram impressos e publicados na União Soviética e estavam disponíveis para o público a preços baixos em toda a história soviética. (Sei disso porque comprei meus exemplares diretamente da União Soviética, e por uma bagatela.) O nome Raskolnikov, o protagonista deCrime e Castigo, vem de “raskolniki,” uma seita cristã perseguida da Rússia do século XVII que estoicamente sofreu torturas excruciantes por sua fé. A alma russa identifica-se com os cristãos perseguidos, principalmente os cristãos ortodoxos perseguidos, mas por extensão, com todas as variedades de Cristianismo.

4) Em Moscou e São Petersburgo, os prefeitos têm se oposto às paradas gays, se recusando a conceder autorização e até prendendo ativistas gays que desafiaram a lei para realizar as paradas. Isso tem a ver com a cultura, já que está ligado à variedade eslávica do “machismo”, e com a religião. É difícil separar a doutrina bíblica sobre a homossexualidade (que nunca morreu entre o povo) de um fenômeno puramente cultural, mas ao recusar autorizações para eventos homossexuais, os governos locais sem dúvida levam em consideração o respeito e amor do povo pela família tradicional. Contraste isso com as escolas ocidentais que ensinam sujeira e perversão para as crianças como se fossem algo divino a ser adorado e amado.

5) A Rússia se opôs à intervenção ocidental no Egito, Líbia e agora na Síria, especificamente expressando preocupações com o destino da população cristã ali.

Agora, você pode argumentar que a Rússia está preocupada apenas com seus próprios planos políticos, temerosa de sua própria inquieta população islâmica e como eles responderão ao que resultar da situação síria, ou com questões econômicas ou coisas do tipo. Pode haver alguma verdade nisso.

Mas uma coisa é certa. Embora as autoridades russas estejam tendo a coragem de lamentar o sofrimento dos cristãos no Oriente Médio, as autoridades de nossos países “cristãos” não disseram absolutamente nada sobre o sofrimento dos cristãos durante as duas últimas décadas de intervenções militares ocidentais que trouxeram como consequência perseguição, exílio e assassinato de cristãos no exterior.

Qualquer que seja o motivo ou razão, os primeiros agora são os últimos e os últimos são os primeiros.

Traduzido por Julio Severo do Laigle’s Forum do artigo original: Why did Russia and the West reverse roles?

Fonte: www.juliosevero.com

“Primavera Árabe” trazendo horror para cristãos em países muçulmanos

A “Primavera Árabe” e os cristãos esquecidos do Oriente Médio

Como as potências ocidentais ajudam na perseguição aos cristãos

Afinal, Um Presidente Muçulmano nos EUA

Muçulmanos são os líderes mundiais em perseguição aos cristãos

Líderes Políticos Querem Proteger Casamento e Crianças das Exigências Homossexuais/Transexuais

Segunda maior cidade da Rússia determinada a criminalizar a promoção da homossexualidade

Vladimir Putin se compromete a proteger cristãos perseguidos em outros países

Prefeito de Moscou chama parada do “orgulho gay” de “satânica”

Tribunal Europeu de Direitos Humanos obriga Moscou a permitir paradas gays

Rússia dá um fim em adoções para gays e solteiros

Cidade de Moscou proíbe paradas do “orgulho gay” apesar de ordem judicial permitindo-as

Sobrou alguém para defender o casamento tradicional?

Quem encarregou os EUA de refazer o mundo?

Obama quer EUA como agência policial mundial a favor do homossexualismo

Hillary Clinton: Objeções religiosas à homossexualidade são como apoiar assassinatos de honra e queimar viúvas

Sob Obama, EUA importarão gays

Governo dos EUA persegue ex-lésbica e sua filha

Hillary Clinton orienta o Brasil a considerar legalizar o aborto

Nenhum comentário:

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".