Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

AVISO AO PAIS: CUIDADO COM GRUPOS DE PROGRAMADORES DE COMPUTADORES E DE INTERNET



Raridade. Cavaleiro do Templo escrevendo algo

Recentemente houve a invasão e destruição de um site em Goiás. Era de um prefeitura, a da cidade São João D´Aliança. A ação foi filmada pelo autores e publicada no YouTube. Declararam que queriam mostrar as falhas de segurança e que estavam na verdade prestando um serviço à humanidade. O vídeo era também “didático”, visto que mostrava como invadir um site e quais ferramentas utilizar, tudo passo-a-passo, como uma aula lá na escola. Passadas algumas semanas, o site foi adulterado outra vez.

Acontece que os sites de prefeituras não podem ficar fora do ar, sob pena de, pelo menos, pagarem multa diária, visto que neles está a prestação de contas do município. O prefeito não achou nada disto interessante, o Poder Público foi à polícia e gerou um B.O., Boletim de Ocorrência (link no rodapé). Este que vos escreve resolveu publicar o Boletim e passei a ser alvo. A segunda adulteração afirma que sou o responsável pela mesma.

O site ficou fora do ar alguns dias na primeira adulteração e o vídeo da invasão e destruição do site ficou no ar alguns dias. A segunda adulteração aconteceu no dia 08 de fevereiro de 2012, justamente no dia em que publiquei o BO.

Papais e mamães do Brasil, atenção! O problema começa agora:

Um imensa quantidade de jovens estavam acessando o “vídeo-aula” que gerou o B.O. Não se sabe quantos são menores de idade, o YouTube não exige a comprovação da data de nascimento de seus usuários. O autor da invasão é uma pessoa cujas regras de conduta são bastante estranhas. Ele disse (sim, tinha a voz dele distorcida no vídeo) que tirar do ar o site daquela prefeitura não causaria problemas. Mas que se fosse o site da prefeitura de São Paulo aí a coisa poderia ser diferente. Belo ensinamento, não?

Se seus filhos gostam de grupos de pessoas que estudam programação prestem atenção a eles. Acompanhe o que seus filhos assistem e estudam. Não há absolutamente nenhuma verdade acerca do anonimato na internet. Este é um mito que não é desfeito para que as autoridades capturem pessoas que “deslizam” no mundo virtual. Se seu filho cair nesta armadilha e ele for menor de idade, nem precisa dizer quem vai pagar o pato.

A mentalidade por trás

Estes grupos de pessoas que tentam invadir sites estão, todos eles, em busca do “novo mundo possível”. Os discursos que fazem nos seus vídeos não trazem uma linha sequer sobre os valores da civilização ocidental. Não raro, alinham-se aos inimigos de nossa civilização. Estão arrecadando milhares de jovens para o abismo e talvez o crime seja o mais doce de todos os “destinos possíveis” de nossas crianças.

Quando descobertos, tentam se justificar de maneira absurda. São pessoas boas, cheias de boas intenções. As máscaras por cima de alguns rostos devem ser por se acharem feios, talvez. Quem sabe seja isto, não é mesmo? Vozes são adulteradas por programas de computador, os donos não devem gostar de ouvirem a si mesmos.

Recomendo a quem não conhece o artigo “O Imbecil Juvenil”, do filósofo e professor Olavo de Carvalho. É uma lição para todos, de todas as idades. Adultos sinceros vão, muito provavelmente, reconhecerem a si mesmos e jovens inteligentes podem sair do transe com este artigo do Olavo.

Papais e mamães, cuidem de seus filhos no mundo online. Jovens viciados em jogos não são nada aos jovens aliciados por estes grupos.

Grande abraço.
Alex Brum Machado



Link do Boletim de Ocorrência:
Link do comunicado ao Tribunal de Contas dos Municípios:
Link do site da prefeitura, que está sendo consertado gradativamente:

Nenhum comentário:

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".