Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Globo e sua dialética anti-cristã

CATÓLICOS NA POLÍTICA
TERÇA-FEIRA, 10 DE JANEIRO DE 2012


popebenedict.png
O G1 publicou uma notícia afirmando: "Casamento homossexual é 'ameaça' à humanidade, diz papa". No teor da notícia, afirmou a notícia do portal global "O papa Bento XVI disse nesta segunda-feira (9) que o casamento homossexual é uma das várias ameaças atuais à família tradicional, pondo em xeque 'o próprio futuro da humanidade'".

Agora vejamos, no discurso verdadeiro e TRANSCRITO, o que de fato o Papa Bento XVI falou:

O Beato João Paulo II lembrava que «o caminho da paz é também o caminho dos jovens»[1], constituindo eles «a juventude das nações e das sociedades, a juventude de todas as famílias e da humanidade inteira»[2]. Por isso, os jovens pressionam-nos para que sejam consideradas seriamente as suas exigências de verdade, justiça e paz. Nesta linha, foi a eles que dediquei a Mensagem anual para a celebração do Dia Mundial da Paz, intitulada Educar os jovens para a justiça e a paz. A educação é um tema crucial para todas as gerações, pois depende dela tanto o desenvolvimento saudável de cada pessoa como o futuro da sociedade inteira. Por isso mesmo, aquela constitui uma tarefa de primária grandeza num tempo difícil e delicado. Para além de um objectivo claro, como é o de levar os jovens a um pleno conhecimento da realidade e, consequentemente, da verdade, a educação tem necessidade de lugares. Dentre estes, conta-se em primeiro lugar a família, fundada sobre o matrimónio entre um homem e uma mulher; não se trata duma simples convenção social, mas antes da célula fundamental de toda a sociedade. Por conseguinte, as políticas que atentam contra a família ameaçam a dignidade humana e o próprio futuro da humanidade. O quadro familiar é fundamental no percurso educativo e para o próprio desenvolvimento dos indivíduos e dos Estados; consequentemente, são necessárias políticas que o valorizem e colaborem para a sua coesão social e diálogo. É na família que a pessoa se abre ao mundo e à vida e, como tive ocasião de lembrar durante a minha viagem à Croácia, «a abertura à vida é um sinal da abertura ao futuro»[3]. Neste contexto de abertura à vida, recebi com satisfação a recente sentença do Tribunal de Justiça da União Europeia, que proíbe atribuir alvarás em processos relativos às células estaminais embrionárias humanas, e também a Resolução da Assembleia parlamentar do Conselho da Europa que condena a selecção pré-natal em função do sexo.

Verdadeiramente, o Santo Padre conecta um assunto com o outro, sendo assim, o casamento homossexual, em si, estava longe de ser a única intenção da mensagem do Papa. Ademais, no negrito abaixo, pode-se destacar que o papa tenta valorizar a vida em si, que começa na família, e NAQUELE SENTIDO recebeu uma boa notícia em relação às pesquisas com células embrionárias humanas e a crueldade que é a seleção pré-natal.
O portal G1 viu apenas o casamento homossexual pelas seguintes razões:

1. É um jornalismo gramisciano, ou seja, tende a agradar a gregos e troianos, e agrada muito aos grupos LGBT ataques velados ao cristianismo e ao Santo Padre que prega a mera natureza, em face de suas inaturalidades que eles desejam tornar uma realidade.

2. Veja que a frase "o próprio futuro da humanidade" é utilizada fora de seu contexto, com o único intuíto de expor o Santo Padre a uma situação que particularmente não foi a procurada.

3. A reportagem continua com a sua PROPAGANDA SUBVERSIVA: O casamento gay já é legal em vários países europeus, como Espanha e Holanda. Algumas religiões que autorizam o casamento gay e a ordenação de mulheres e homossexuais como clérigos têm perdido fiéis para o catolicismo, e o Vaticano já tomou medidas para facilitar tais conversões. ORA, essas mesmas religiões, diga-se algumas correntes anglicanas, tem por essa razão retornado à Igreja Católica. O Vaticano está preocupado com o número de fiéis que cada vez mais cresce na África e na China? Eu acho que não. Aliás, a Sé jamais declarou qualquer preocupação com a diminuição de fiéis, mas esse argumento falsificado é sempre utilizado para aqueles que desejam atacar a Igreja Católica.

NÃO LEIAM MÍDIAS QUE FAZEM PROPAGANDAS SUBVERSIVAS PARA CERTOS GRUPOS NA SOCIEDADE. PARA ELAS, VOCÊ É UMA MARIONETE A SER COLOCADA À DISPOSIÇÃO DE SUA OPINIÃO FABRICADA.

Nenhum comentário:

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".