Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Em defesa do Marxismo!

DIREITAS JÁ!
08 domingo jan 2012


Para provar que não é golpista e reacionária, a equipe do Direitas Já! resolveu abrir espaço para oposição aqui no blog. Através de um sistema de cotas que visa atender a uma minoria política histericamente oprimida, será permitida a postagem de conteúdo revolucionário, progressista e groucho-marxista. Kamaradas solidários com a causa podem contribuir para o blog enviando textos revolucionários imparciais, independentes e isentos de verdade.

O primeiro artigo é sobre os princípios do Groucho-Marxismo:

Groucho-Marx: deus e fundador do groucho-marxismo.
I. Groucho-marxismo, a teoria da revolução cômica, é muito mais do que a mera luta de crassos: é como uma luz vermelha na janela, iluminando o destino inevitável da humanidade: a sociedade desclassificada.
II. O groucho marxismo é dialético. Comediantes que falham em sintetizar a teoria e a prática (para não falar daqueles que falham em pecar, para começar) são inmarxistas. Os comediantes posteriores, não entendendo que a separação é uma alienação discreta promovida pela burguesia, acabaram por falar idiotices por um lado e fazer idiotices pelo outro em vez de falar idiotices e fazer idiotices concomitantemente em um único lado.
Bandeira do movimento.
III. Os groucho-marxistas devem denunciar o plagiário “marxismo vulgar” dOs Três Patetas, Monty Python e Pernalonga. Em vez do marxismo vulgar, devemos retornar para a autêntica vulgaridade marxista.
IV. O marxista com consciência de classe (ou seja, o marxista que sabe que não possui classe alguma) deve rejeitar a “comédia” anêmica, tendenciosa e narcisista de comediantes revisionistas como Woody Allen. A revolução cômica já superou a mera neurose – ela é lúdica e não púdica, libertina mas não liberal, militante mas não militar, prolífica mas não prolixa.
V. Ainda que não falte alguns vislumbres do insight groucho-marxista, o surrealismo socialista é distinto do groucho-marxismo.
Salvador Dalí: comprado pelo Grande Capetal, traiu o movimento.
VI. Antes de tudo é essencial renunciar a todo sectarismo cômico, como o que infecta todas as outras vertentes do comedianismo. Como é bem-sabido, Groucho repetidas vezes propôs sexo, mas sempre se opôs à idéia de secto.
VII. Guiadas pelos dogmas groucho-marxistas do malcomportamentalismo (ou misbehaviorismo) e do materialismo histérico, as massas abraçarão não só o groucho-marxismo, mas umas às outras.

Um comentário:

edmarfranco disse...

Descobri que sempre fui um Groucho-Marxista convicto!

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".