Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

LUIZ MOTT e demais defensores da pedofila e pedófilos, a Grécia vos chama. Sumam para lá, desapareçam daqui.

TIMBRE VIVO
quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

CT: as fotos abaixo são do LUIZ MOTT.

Grécia reconhece pedófilos e exibicionistas como deficientes com direitos econômicos


Não bastassem as consequentes "cagadas" (sic) da Social Democracia Grega, agora há um novo aparato na Lei para que pedófilos sejam tratados como "normais" no país, recebendo benefícios maiores até do que um diabético. Para quem tem as belas praias e um grande centro cultural, a Grécia agora acaba de se tornar também o paraíso dos pedófilos. Isso que, econômicamente, o país atravessa seus "rios de bonanza" e pode dar auxílio a todo tipo de gente, com o perfeito sistema da política Social Democrata.

Ironias à parte, compartilho a opinião de Juanjo Romero, abaixo, que retrata o que o novo quadro grego:

"Eu reconheço que tenho um aquecedor super-duper. Talvez por coincidência. Eu estava escrevendo uma análise das iniciativas do governo britânico para combater a sexualização das crianças, e o escândalo de pedofilia em Hollywood com os jovens atores, mas apaguei, completamente desanimado.

Acontece que ontem a "Confederação Nacional das Pessoas com Deficiência" na Grécia ficou apática. Se ontem o problema foi como eles seriam capazes de cumprir os compromissos de ajuda às pessoas com deficiência, agora o escândalo é conhecer a proposta do governo:

A lista será ampliada para incluir os pedófilos e exibicionistas, não discriminando, suponho, também para os incendiários, jogadores, fetichistas e masoquistas sado. Assim, de acordo com cálculos feitos associações de deficientes, um pedófilo vai receber mais ajuda do que um diabético ou uma pessoa à espera de transplante. Para quê? Além de questões econômicas e estéticas, isso é para loucos.

Quebradas as barreiras da moral, que são, pelo menos, uma salvaguarda do próprio indivíduo, tudo é permitido. É preciso muita imaginação para considerar as seguintes cenas, os conjuntos de passos até que lidera a nação. Eu poderia enumerá-los, mas eu disse não, no humor.

Talvez a decisão está em perfeita harmonia com a perda da noção de responsabilidade pessoal pelas ações. Ações do governo grego em política e economia estão na linha."



Juanjo Romero

 
Juanjo RomeroCasado e pai de família grande. Hispano-Cubana. Fumante. Ele ensinou-Middle e High School, em seguida, foram COU, BUP e EGB e Analista de Pesquisa de Mercado. Atualmente combina seu trabalho em um endereço conoZe.com multinacionais, que também é o fundador. Agora também Director Técnico InfoCatólica. Participa regularmente no rádio e publicações digitais.

Você pode contatá-lo em DeLapsis@gmail.com, ou rastrear suas atividades no .

Nenhum comentário:

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".