Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Lula ser julgado e preso? #enquete #participe

 

BLOG DO ONYX

observação: vote na enquete aqui: http://blogdoonyx.wordpress.com/2012/09/18/lula-ser-julgado-e-preso-enquete-participe/


Lula deve ser julgado e preso? Participe da enquete logo abaixo. (Foto: mosaicomonteiro.blogspot.com)

Muitos brasileiros indignados com a escandalosa e atrevida corrupção brasileira promovida pelo governo Lula/Dilma querem ver atrás das grades não só os operadores do mensalão e do valerioduto mas também seus mentores e beneficiários. A justiça brasileira é pródiga em condenar os mais pobres e até mesmo negros em muito maior número que os poderosos e os muito ricos. O espírito da igualdade de todos perante a lei tem que ser resgatada, e muito mais do que o mensalão o que está sendo julgado pelo STF é a própria credibilidade da justiça brasileira. Abaixo segue a enquete e a reportagem da Folha de São Paulo sobre a intenção de processar Lula a partir do julgamento do mensalão.

Oposição recua e decide esperar fim de julgamento para processar Lula

A oposição recuou da decisão de ingressar com representação contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Ministério Público por suspeita de chefiar o esquema do mensalão.

DEM, PSDB e PPS decidiram esperar o fim do julgamento do processo do mensalão pelo STF (Supremo Tribunal Federal) para cobrar investigações da Procuradoria Geral da República.

“A oposição fará a sua parte e encerrado o julgamento em curso no STF cobrará a investigação dos fatos ao Ministério Público”, diz nota divulgada pelos presidentes dos três partidos, Sérgio Guerra (PSDB), José Agripino Maia (DEM) e Roberto Freire (PPS).

Eles justificaram o recuo ao afirmar que uma representação poderia paralisar ou atrasar o julgamento do mensalão –uma vez que abriria brechas para questionamentos das defesas dos réus.

“O Ministério Público não quer criar fato algum que possa ser utilizado durante o julgamento do mensalão no STF. Não quer criar impasse, não quer trazer a baila fatos que possam ser explorados juridicamente. Por isso a oposição decide que aguarda o julgamento do mensalão para que possa depois, então, protocolar a representação”, disse o líder do PSDB no Senado, Álvaro Dias (PR).

O PSDB chegou a elaborar minuta de representação contra o ex-presidente com o objetivo de investigar sua participação no esquema do mensalão.

A decisão veio depois que a revista “Veja” publicou reportagem em que atribui ao publicitário Marcos Valério, operador do mensalão, a revelação de que Lula era o “chefe” do esquema e teria desviado, segundo a revista, R$ 350 milhões.

Na nota, os oposicionistas cobram que o ex-presidente se explique publicamente sobre denúncia publicada da revista “Veja” de que Lula era chefe do esquema de compra de votos no Congresso Nacional.

“Estranhamos o silêncio ensurdecedor do ex-presidente Lula, que deveria ser o maior interessado em prestar esclarecimentos sobre fatos que o envolvem diretamente. Já não surte mais efeito, especialmente depois que o Supremo Tribunal Federal comprovou a existência do mensalão e já condena mensaleiros, a tese defendida pelo PT, de que tudo não passava de uma farsa montada pela imprensa e pela oposição para derrubar o governo Lula”, afirmam os presidentes dos partidos na nota.

Segundo os oposicionistas, mesmo fora do governo, Lula não pode se “eximir das responsabilidades” de atos cometidos durante a sua gestão na Presidência da República. “Ainda mais quando há suspeitas que pesam sobre o seu comportamento no maior escândalo de corrupção da história da República”, diz a nota.

Durante a CPI (2005-2006) que investigou o mensalão, a oposição não incluiu o então presidente Lula entre os alvos.

Quando o publicitário Duda Mendonça disse ter recebido R$ 25 milhões pela campanha do petista em conta no exterior se cogitou investigar Lula, o que poderia redundar num processo de impeachment se a participação dele no esquema fosse comprovada.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/poder/1155360-oposicao-recua-e-decide-esperar-fim-de-julgamento-para-processar-lula.shtml

Autora: GABRIELA GUERREIRO DE BRASÍLIA

Nenhum comentário:

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".