Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Continuo na U.T.I. - Dom Luiz Bergonzini

 

DOM LUIZ BERGONZINI

TERÇA-FEIRA, 29 DE MAIO DE 2012

Dom Luiz Bergonzini

          Continuo na UTI, mas vivo!

          Fui internado com um quadro de pneumonia, que evoluiu para embolia pulmonar. O pulmão esquerdo foi inundado por sangue, provocando dificuldades de respiração e crises.  A última crise aconteceu no sábado, quando todo o restante do sangue que estava no pulmão foi expelido.  O quadro clínico melhorou, mas a pneumonia persistiu. Os excelentes médicos,  enfermeiros e enfermeiras e as irmãs do Hospital Stella Maris não descuidam um segundo de mim. Sou grato por toda a dedicação que têm a mim e aos outros pacientes da UTI.

         Agradeço, do fundo de meu coração, a todos que estão em oração por mim. Ao Bispo de Guarulhos,  Dom Joaqum Justino Carreira, a todos os padres, seminaristas, religiosos e religiosas e leigos da Diocese. Ao padre Paulo Ricardo,   ao padre Mateus Maria , ao padre Marcelo Gabert Masi, e a todos que os acompanham e os seguem  no twitter, faceboock. google+, agradeço as muitas orações. Agradeço aos Blogueiros e Internautas de Cristo, aos grupos de oração e a todos os que comentaram no blog ou enviaram emails diretamente para meu endereço eletrônico.  Suas preces são imprescindíveis.

         Estou vivo. Vejo, ouço, falo e meu cérebro continua funcionando muito bem. Jesus Cristo me concedeu vários privilégios: o primeiro, de não ter sido abortado e de ter a mãe que jamais cometeria esse assassinato;  o segundo,  de receber a missão sacerdotal; o terceiro, de me conceder a missão episcopal e, por último, a vida longa, de 76 anos, recheada de muito amor e carinho recebido dos muitos amigos, durante toda a minha vida.

          Acho que devo continuar a proclamar o Evangelho, mesmo da UTI, pois sou uma pessoa privilegiada por Jesus Cristo.  Enquanto puder ver, ouvir, falar e estiver lúcido, posso e devo continuar. Até posso, mas não preciso escrever. Posso ditar para alguém, de minha absoluta confiança,  escrever e publicar. O beato Papa João Paulo II não parou de evangelizar em momento algum. Continuou até o último minuto de sua vida.

          Também quero continuar até o último minuto de minha vida, seja em breve ou daqui a muito tempo. Não quero perder um minuto. A Internet nos proporciona  essa maravilha. Com este post, volto à ativa.  Vou informar a situação de minha saúde e, na medida do possível, terminar e publicar textos já começados.

          Deus abençoe a todos.

            29.05.2012

Dom Luiz Gonzaga Bergonzini
Bispo Emérito de Guarulhos
Jornalista MTb 123
www.domluizbergonzini.com.br

Nenhum comentário:

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".