Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Sandra Cassaro, filha do ex-prefeito está sob proteção policial

 

ANASTACIO CASSARO

Terça-feira, Março 20, 2012

Matéria Jornal A Tribuna, de 13 de março de 2012
Caderno Noticiário, página 22

Filha de ex-prefeito assassinado foge após ameaça de morte

Sandra Cassaro está em um local desconhecido com vigilância constante após saber que sua morte era planejada

A empresária Sandra Cassaro, filha do ex-prefeito de São Gabriel da Palha,Anastácio Cassaro – assassinado há 25 anos – está escondida, longe de casa e com vigilância constante de uma escolta armada. Desde quarta-feira (08), ela está longe de casa, pois recebeu um telefonema dizendo que corria perigo e até um plano para assassiná-la já estava sendo tramado. Sandra está sob o serviço de proteção dos defensores dos direitos humanos do Centro de Defesa dos Direitos Humanos (CDDH) da Serra.

Segundo a empresária, por volta das 16h da quarta uma pessoa do governo a ligou pedindo que se afastasse de suas tarefas e fosse para outro lugar por um tempo, pois as investigações da Polícia teriam descoberto que havia um plano para matá-la. Imediatamente, Sandra entrou em contato com o Tribunal de Justiça, que enviou um carro oficial e uma guarda armada para levá-la para um local desconhecido. “Eu fugi para não morrer. Assim como aconteceu com meu pai, já vinha recebendo ameaças há algum tempo, só que não quero pagar para ver, como ele fez”, revela Sandra.

Sandra ainda conta que as ameaças são constantes em sua vida desde quando seu pai ainda era vivo. Em 92, ela já havia abandonado todo o processo de investigação da morte de Anastácio Cassaro por conta de ameaças. “Na época foi descoberto que as ligações vinham do próprio gabinete do vice-prefeito, que eu seria a próxima vitima e deveria parar”, lembra.

Por questões de segurança, a Secretaria Estadual de Segurança não pode confirmar o caso de Sandra. Mas segundo Pedro Reis, diretor do CDDH da Serra, a primeira medida em casos como esse é a proteção da vida de quem está sendo ameaçado. “Nossa ação começa quando recebemos um ofício do Tribunal de Justiça. Daí em diante, tratamos de proteger o ameaçado, depois investigamos se há o risco de morte e a necessidade de inserir essa pessoa no programa de proteção”, conta.

Para Sandra, a impunidade da justiça brasileira acaba prejudicando quem tenta agir da maneira certa. “Não fiz nada, só lutei pelos direitos do meu pai e estou presa dentro de casa, numa solidão terrível, sem contato com o mundo, enquanto que os criminosos continuam à solta, mesmo depois de todo esse tempo”, lamenta.

No último dia 29, os cinco responsáveis pelo assassinato do ex-prefeito foram condenados pelo Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES). Três dos acusados ainda estão foragidos e é de quem a empresária suspeita que estão vindo as ameaças. O prefeito Anastácio Cassaro, foi morto, no início da noite de 3 de abril de 1986, numa rua do bairro de Goiabeiras, na zona norte de Vitória, quando ele chegava à casa do filho, Arildo Cassaro.

Quanto à intermediação do crime, a principal testemunha foi Sebastião Mariano Neto, o “Briga”, que disse ter sido procurado por Carlos Smith com a oferta de 20 milhões de cruzeiros para que o pistoleiro José Mariano Filho, o “Roscão”, matasse Anastácio, dinheiro que seria pago por Edvaldo Vargas. A motivação de Edvaldo seria a inimizade com o prefeito e a morte do vereador José Luiz Zanotteli, em Vila Valério (então, distrito de São Gabriel da Palha), supostamente, a mando de Cassaro.

Fonte: ES HOJE

Nenhum comentário:

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".