Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Urgente! Novo Código Penal pode legalizar o aborto no Brasil

 

SENTINELA CATÓLICO

Postado em February 10, 2012 por Rodolpho Loreto

aborto_nao

Prestem atenção! Este artigo é muito importante. Como não se consegue passar o aborto via projeto de Lei, será tentado passar via reforma do código penal.

Peço que repassem aos seus contatos.

Se alguém puder participar da audiência pública do dia 24/02, seria de grande ajuda!
Todos sabemos que há grupos empenhados em legalizar o aborto no nosso
país. Os planos, que estavam em gestação, começaram a ser colocados em
prática.

Os passos concretos para essa modificação legislativa já começaram.
Veja bem. O Senado Federal instituiu uma comissão de juristas para a
elaboração de projeto para a reforma do Código Penal. Essa comissão já
concluiu a parte relativa aos crimes contra vida. Três modificações
importantes merecem nossa atenção, atuação e orações:

1) para a gestante, o aborto normal terá a pena reduzida para seis meses a dois
anos. Isso significa que será crime sujeito ao juizado especial
criminal, ao lado de outros como lesão corporal, desacato, ameaça etc;

2) não estará mais previsto como crime praticar aborto com o
consentimento a gestante (quem ajuda a gestante poderá até ser punido,
mas com base em teorias de concurso de crime, pois o tipo penal será
suprimido); 

3) mais importante (é o modo como acharam para legalizar
o aborto, com um argumento muito sórdido): o aborto não será punido
se, até a 12ª semana, por vontade da gestante, um médico atestar que
ela não possui condições de arcar com a maternidade.

É isso mesmo que
acabei de dizer. Não ter condições psicológicas de arcar com a
maternidade, atestada essa condição por um médico qualquer, será razão
suficiente para cometer o aborto.

Estou escrevendo a vocês porque haverá uma audiência publica no dia
24.02 próximo agora, no Tribunal de Justiça de São Paulo, sobre essa
parte da modificação, e o ideal é que mandássemos muita gente para se
manifestar lá, de preferencia alguns bons juristas cristãos.

A notícia pode ser vista em
http://noticias.pgr.mpf.gov.br/noticias/noticias-do-site/copy_of_criminal/audiencia-publica-discutira-o-capitulo-dos-crimes-contra-a-vida-do-anteprojeto-do-novo-codigo-penal

Aqui está o link para o download da moção que será discutida: http://www.prr3.mpf.gov.br/component/option,com_remository/Itemid,68/func,startdown/id,3356/

Além de ser a pura e simples legalização do aborto, o projeto contém
uma falha jurídica muito grave, que é a de prever a morte de A por
deficiência psicológica de B.

Possivelmente há membros dessa comissão que foram voto vencido (minha
esperança assim recomenda pensar) e certamente eles precisarão de
apoio para engrossar a voz.

Peço que divulguem esta mensagem para o maior número de pessoas possíveis! Mobilizemos-nos. Quem puder, escreva-se para falar contra o aborto. Existem muitos dados sobre o aborto no SentinelaCatolico.com.br e estão disponíveis para consulta. dia 23/02 as 18:00, vamos fazer um twittaço com a Hashtag #BRASILSEMABORTO

Que Deus nos abençoe.

OBS:
A reforma do Código Penal também terá de chegar ao Congresso Nacional por meio de um projeto de lei. A diferença é que como será uma modificação muito abrangente dos crimes, os trabalhos iniciais são feitos por uma comissão de juristas. Mas no final das contas os nossos deputados e senadores terão de aprovar ou rejeitar o projeto de lei.

Nenhum comentário:

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".