Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Em nome da esquerda, assassinato é legítimo: exemplos de posts esquerdistas sobre Cesare Battisti

 

LUCIANO AYAN

Fonte: Jornal do Comércio, artigo “Cesare Battisti participa de fórum em Porto Alegre para lançar livro”

Figura que gera desconforto diplomático entre Brasil e Itália desde meados de 2004, Cesare Battisti participou do Fórum Social Temático na manhã desta terça-feira (24), em Porto Alegre. O italiano foi visto circulando de camisa vermelha e com o cabelo pintado de loiro na sede do governo do Rio Grande do Sul, o Palácio Piratini.

Battisti é acusado pela autoria de quatro homicídios ocorridos nos anos 1970, sob a responsabilidade da organização Proletários Armados pelo Comunismo (PAC). Ele estaria participando do evento para lançar seu livro Ao pé do muro, o que deve ocorrer no dia 26 de janeiro, às 13h, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs).

Em 2010, o ex-presidente Lula concedeu abrigo a Battisti no Brasil, e em 2011 o STF recusou o apelo da Itália sobre sua extradição e mandou soltar o italiano. O então ministro da Justiça, Tarso Genro, teria defendido a posição de Lula, dizendo que “a reação não foi da Itália, e sim de um governo decadente e direitista”.

O ex-ativista negou encontro com Tarso nesta manhã, que agora é governador do Rio Grande do Sul. Ele participa do Fórum a convite do Sindipetro-RJ.

Meus comentários

Imagine se um líder religioso, seja ele católico ou evangélico, resolvesse sair matando médicos de clínicas de aborto. (Sim, eu sei que isso já ocorreu nos Estados Unidos)

Agora imagine se a TOTALIDADE dos crentes dessas religiões apoiassem em uníssono o assassino, agindo de forma revoltada e rancorosa contra os críticos do bandido.

Pois bem, se isso ocorreria somente em raríssimos casos na religião tradicional, na religião política esse tipo de postura é a regra.

Agora vejam a opinião, no mesmo artigo, de todos os esquerdistas de perfil petralha:

  • Regina Guimarães: “Brasil soberano, torci pelo Cezare, parabéns Lula!”
  • Shareholder: “Reacionários de plantão, nao foi a Libéria mas a França que concedeu asilo primeiro. Devido ao europacto a validade desta concessão acabou e agora e a vez do Brasil. Tenta manobrar o Nordeste pra ver se o Tucano volta….”
  • Cidadão Verdade: “Nada mais justo depois the tudo que a Italia fez contra o brasil. Alem do mais Italia e um pais de corruptos igual o Brasil, entao este cidadao pode ser inocente como afirma ele.”
  • Shane: “Interessante que ninguém comenta que a França abrigou, negou extradição e colocou Battisti no Brasil.Nada é cobrado da França e nem da Itália que deixou o mesmo fugir.Sinal que há dúvidas do c omportamento daas duas nações européias.”
  • J.P. de Moraes: “Bom, o governo francês foi contra a Itália e o deixou ficar em seu território, ninguém falou um “A”. Agora por que é o Brasil, a imprensa nativa “mete o pau”. Ora! Deixem de ser tendenciosos!”
  • Eduardo: “O que vejo é um povo sem a mínima noção do que fala, mas precisa falar pelo prazer de falar, coisa tucana. O cara é acusado, não condenado. Berlusconi não é exemplo pra ninguém e os italianos adoram o crápula. O Lula somente seguiu o que o supremo, que é quem realmente entende de direito, aconselhou. Como diz o Tarso Genro, não foi a Itália quem teve a reação, foram políticos DECADENTES E DIREITISTAS.”
  • Ajudante do Olhar: “Como os reaças se manifestam!!!! Não tem argumentos e confundem tudo, comparam situações diferentes. Que soberania teríamos se entregássemos um guerrilheiro?”
  • Antonio: “E a anistia? da direita pode? Nnao existe interesse do governo italiano por ser de direita, e o direito internacional que preve garantias? Parece que pelos comentários estamos em plena Idade Média ou nos anos que antecederam o nazifascismo e com a anuência dos meios de comunicação.Quem viver verá.”
  • Adao de souza: “É democracia então parabéns presidente Lula.”

Notaram?

Enfim, é a confissão de que assassinato, se for em nome da causa deles, é considerado legítimo. Seria a mesma situação se a totalidade dos cristãos de uma linhagem relevante cristã ficassem apoiando o assassinato de médicos abortistas.

Cristãos provavelmente diriam: “Esse é um louco, que não nos representa”. Exatamente o oposto de como agem os esquerdistas do perfil marxista.

Vamos aos fatos. Não há um religião tradicional tão perigosa para a sociedade quanto a religião política. Nem mesmo o islamismo.

E depois dizem que eu exagero nas minhas denúncias quanto à esquerda…

Nenhum comentário:

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".