Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

GRANDE Fernando Chiarelli!!! Quem não o conhece assista o segundo vídeo no rodapé

 

Published on Sep 18, 2012 by pabxdigital

Dia 07 de Outubro. Chiarelli Neles!

Quem é esse "Justiceiro" Ribeirãopretano, chamado Fernando Chiarelli.

Fernando Chiarelli, fala 5 linguas e é profundo conhecedor de sociologia e história das civilizações.
Professor de Inglês, eleito vereador em 1992.

Foi atuante na Câmara Municipal de Ribeirão Preto, sendo pioneiro nas denúncias de vários "esquemas" de corrupção dos "velhos políticos" desta cidade, tendo seu mandato cassado em 1994, pelos mesmos vereadores que respondiam a ações e processos formulados por ele, sob a alegação de ter chamado um desses velhos políticos locais de "aleijadinho", o que ele garante nunca ter feito.

São mais de cem ações judiciais envolvendo ex-Prefeitos como Palocci, Jábali, Gasparini e Darcy Vera, ex-Ministros como Palocci e Wagner Rossi, além de praticamente todos os vereadores nas últimas gestões da Câmara Municipal de Ribeirão Preto, com destaques para as suspenções dos famosos jetons, auxílios paletó, celulares pagos pelo povo, etc.

Na maioria dessas ações, Chiarelli tem obtido sucesso e a condenações dos envolvidos, graças aos seus bem fundamentados argumentos jurídicos.

Os três casos mais relevante e recentes foram as condenações do filho do Prefeito Gasparini (Secretário de Governo do pai), por nepotismo, a suspenção definitiva de uma milionária anístia do vereador Leopoldo Paulino e a condenação da vereadora Darcy Vera a devolver um milhão de reais aos cofres públicos por "roubo" e atitude "improba" com o dinheiro do povo, além dos fortes e contundentes pronunciamentos na Câmara dos Deputados, denunciando os ex-ministros Palocci e Wagener Rossi.

Em 2004, Chiarelli foi candidato à prefeitura de Ribeirão Preto, pelo PT do B, tendo 1 minuto de TV e a sua candidatura "sub-júdice", uma vez que estava recorrendo das decisões controvertidas da Justiça Eleitoral local, sobre a data correta para o final do cumprimento da sua pena de cassação.
Nessa campanha, Fernando Chiarelli saiu de 01 % das intenções de votos da primeira pesquisa para 20 % nas pesquisas oficiais, divulgadas pela imprensa local 3 dias antes da eleição e 1 dia antes do último debate realizado pela EPTV Ribeirão (Globo).

Curiosamente, depois desse último debate e nos 3 últimos dias da campanha, a imprensa local não divulgou nenhuma outra pesquisa (?).

Baseada numa instrução supostamente "arranjada" e divulgada na última hora pelo site do TSE, onde o Ministro Veloso manifestava-se no sentido de que: "os votos dados aos candidatos "sub-júdice" seriam considerados "nulos", contados em separados e não seriam divulgados pela imprensa.

Essa mesma imprensa, na sua totalidade, implementou uma campanha anunciando que: "Fernando Chiarelli teve a sua candidatura impugnada pelo TSE, portando, VOTAR NO Chiarelli seria VOTAR NÚLO".

Mesmo com toda essa campanha, divulgada 3 dias antes da eleição, em todos os canais de rádio, TV e jornais, Chiarelli obteve mais de 46.000 (quarenta e seis mil) votos, ou seja, mais de 20 % dos votos válidos de Ribeirão Preto.

Isso por só já mostra a força popular do pré-candidato Fernando Chiarelli.

Em 2006, Fernando Chiarelli se candidatou a Deputado Federal, pelo PDT e, mesmo sem campanha de massa, obteve 38.000 (trinta e oito mil) votos, somente em Ribeirão Preto, tornando-se o segundo suplente desse partido na Câmara Federal, assumindo o cargo de Deputado Federal.

Nas pesquisas realizadas agora, em 2011, Chiarelli aparece com mais de 10% das intenções de votos, mesmo estando há 7 anos sem aparecer na grande mídia regional.

Em resumo, esse é o cidadão Fernando Chiarelli, pré candidato a prefeito de Ribeirão Preto nas próximas eleições de 2012, pelo PT do B.

Um campeão de votos entre os estudantes, os mais velhos e os aposentados. Um justiceiro com centenas de ações no Judiciário contra os abusos dos políticos corruptos de Ribeirão Preto.

Um cidadão humilde, culto e "louco" para colocar em prática a verdadeira justiça social.

 

Um comentário:

Lusosp disse...

"Os jornalistas serão melhor preparados". (Fernando Chiarelli).

Eis mais um grande político ridicularizado por essa maldita Rede Globo, que além de ensinar macumba para as famílias nas novelas, ainda boicota tudo em favor da esquerda tucano-petralha.

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".