Loja OLAVETTES: produtos Olavo de Carvalho

Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro concede Medalha Tiradentes a Olavo de Carvalho. Aqui.

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Cel PAES DE LIRA 25045 para Vereador da cidade de São Paulo

 

 

Foto da capa do Informativo 2010

Coligação PSDB/PSD/PR/DEM

Democratas

Para Vereador da cidade de São Paulo

Prezado amigo,

Você me conhece bem. Conhece a minha conduta e o meu histórico profissional de trinta e cinco anos nas fileiras da Polícia Militar do Estado de São Paulo, na linha de frente do combate ao crime e da preservação da ordem pública.

Você testemunhou a minha luta sem trégua contra a desfiguração da família brasileira e contra a instilação da cultura ”gay” nas mentes de nossas crianças nos bancos escolares, em 2009 e 2010, quando exerci o cargo de Deputado Federal.

Você sabe que fui o primeiro parlamentar a denunciar publicamente o que significava, sob o falso manto dos direitos humanos, o PNDH-3: uma carta revolucionária, de inspiração gramcista, que se tentava enfiar goela abaixo da Nação.

Você testemunhou os embates em que desmascarei figurões do atual poder como Carlos Minc, que quer legalizar até o tráfico de entorpecentes, Paulo Vanucchi, mentor intelectual do PNDH-3, e Paulo Sérgio Pinheiro, um dos principais articuladores da chamada Comissão da “verdade”, que pretende destruir a pacificação do País, trazida pela Lei de Anistia, e levar ao banco dos réus os combatentes do período militar que impediram a instalação de uma sanguinária ditadura comunista no Brasil.

Todas essas ameaças ainda estão presentes e o grande campo de batalha das nossas causas é o Congresso Nacional. Mas existe, agora, um campo de luta que devemos ocupar, pois todos os torpes programas do governo federal, destinados a impor a revolução cultural, rebentam feito granadas de destruição moral nas escolas, hospitais e centros culturais mantidos pelo poder público municipal.

Um dos exemplos disso é o “kit gay”; outro, o gasto de dinheiro público com cirurgias de mudança de sexo e com abortos. É imperativo termos legisladores municipais conservadores que se oponham a tais políticas públicas, contrárias ao pensamento da maioria e à índole da Nação.

E você sabe o que mais esperar de mim: luta pela integração de esforços entre o município e o estado no campo da segurança pública; esforço pelo resgate dos valores cívicos e da disciplina na educação municipal; luta contra a opressão fiscal; pressão política por programas de governo que afastem a juventude das drogas e do canto de sereia do crime organizado.

Peço o seu voto, e peço mais, pois não tenho condição de realizar uma campanha milionária. Mesmo que não seja eleitor na Capital, faça a campanha por mim. Convença as pessoas que comungam do nosso pensamento político da necessidade de elegermos um representante forte e leal para lutar por nós no Poder Legislativo. Conquiste também os votos de seus familiares e amigos.

Ofereço a minha experiência de combate legislativo, demonstrada em quase dois anos de mandato como Deputado Federal. Estou certo de que se convencerá do acerto de levar à Tribuna da Câmara Municipal de São Paulo, a mais importante do País, um combatente experiente, de posições inabaláveis e de conduta inatacável: um Vereador que não terá receio de expressar seu pensamento conservador, que será a sua voz e que o fará sempre orgulhar-se do seu voto.

Se quiser ajudar-me com a distribuição de material impresso pode usar o modelo do arquivo anexo. Entretanto, por exigência da lei eleitoral, registre no rodapé o número do seu CPF e a tiragem (número de exemplares que você imprimira). O rodapé já esta preparado no modelo: é só inserir os números. Importante: não apague meu CNPJ eleitoral, que também é obrigatório por lei em qualquer impresso.

Obrigado por sua atenção. Forte abraço do

Cel PAES DE LIRA

5 comentários:

Anônimo disse...

O seu blog e sua visão política e social ofendem direitos e portadores de direitos batalhados por décadas, a fim de superar crimes de ódio e diversas outras violências contra cidadãos. A propagação da seu falso conservadorismo radical maquiado por princípios cristãos pode ser considerado crime de ódio. Seus julgamentos de carater mediante a escolhas sexuais, estados civis, raça e religião são hediondos. você me enoja.

Anônimo disse...

E eu tenho nojo do anônimo de 28 de julho de 2012, às 21:09.

Anônimo disse...

Ao invés de gastar seus esforços em punir quem realmente comete crime contra a sociedade (políticos e pessoas corruptas de uma maneira geral), você propõe gastar toda sua força e energia combatendo pessoas, que por serem diferentes do que é instituído pela grande maioria sem cultura, não fazem mal algum.
É uma grande sorte você não possuir recursos mesmo para não propagar sua campanha.

Ricardo Rabello Silva disse...

Cel. Paes de Lira, demorei para saber se seria candidato e hoje no horário eleitoral pude vê-lo e ouvir sua participação e fiquei feliz por isso. Me permita poder divulgar seu número a todos que conheço, na empresa, na Loja e entre familiares, pois acredito muito ser uma pessoa séria e de carreira ilibada. Sei que é muito pouco mas desde já estou em sua campanha. Boa sorte!!!

Ricardo Rabello Silva disse...

Cel. Paes de Lira,demorei para descobrir se seria ou não candidato, até que hoje pude vê-lo e ouví-lo no horário eleitoral, permitindo-me assim a não anular meu voto. Permita-me fazer campanha na empresa, na Loja, na família ou de qualquer outra forma, pois acredito ser uma pessoa de caráter ilibado. Muita sorte para você, pois assim a nossa cidade só tem a ganhar!

wibiya widget

A teoria marxista da “ideologia de classe” não tem pé nem cabeça. Ou a ideologia do sujeito traduz necessariamente os interesses da classe a que ele pertence, ou ele está livre para tornar-se advogado de alguma outra classe. Na primeira hipótese, jamais surgiria um comunista entre os burgueses e Karl Marx jamais teria sido Karl Marx. Na segunda, não há vínculo entre a ideologia e a condição social do indivíduo e não há portanto ideologia de classe: há apenas a ideologia pessoal que cada um atribui à classe com que simpatiza, construindo depois, por mera inversão dessa fantasia, a suposta ideologia da classe adversária. Uma teoria que pode ser demolida em sete linhas não vale cinco, mas com base nela já se matou tanta gente, já se destruiu tanto patrimônio da humanidade e sobretudo já se gastou tanto dinheiro em subsídios universitários, que é preciso continuar a fingir que se acredita nela, para não admitir o vexame. Olavo de Carvalho, íntegra aqui.
"Para conseguir sua maturidade o homem necessita de um certo equilíbrio entre estas três coisas: talento, educação e experiência." (De civ Dei 11,25)
Cuidado com seus pensamentos: eles se transformam em palavras. Cuidado com suas palavras: elas se transformam em ação. Cuidado com suas ações: elas se transformam em hábitos. Cuidado com seus atos: eles moldam seu caráter.
Cuidado com seu caráter: ele controla seu destino.
A perversão da retórica, que falseia a lógica e os fatos para vencer o adversário em luta desleal, denomina-se erística. Se a retórica apenas simplifica e embeleza os argumentos para torná-los atraentes, a erística vai além: embeleza com falsos atrativos a falta de argumentos.
‎"O que me leva ao conservadorismo é a pesquisa e a investigação da realidade. Como eu não gosto de futebol, não gosto de pagode, não gosto de axé music, não gosto de carnaval, não fumo maconha e considero o PT ilegal, posso dizer que não me considero brasileiro - ao contrário da maioria desses estúpidos que conheço, que afirma ter orgulho disso". (José Octavio Dettmann)
" Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. " Citação de Olavo de Carvalho em "Virtudes nacionais".